Best Cars Web Site Supermotos

Dupla personalidade


Receita de sucesso mantém a Kawasaki Ninja ZX-9R entre as esportivas preferidas pelo público


Texto: Ricardo Peres
Fotos: divulgação

Clique para ampliar a imagem

Muitas pessoas têm em mente, quando pensam em motos, que modelos esportivos são indicados para uma condução radical e agressiva, devendo-se ser um expert para conseguir domar essas feras. E crê-se que para um passeio calmo o mais indicado é uma custom, com mais torque em baixas rotações e posição mais confortável para o piloto e o passageiro.

Pois entre as guerreiras que compõem a dinastia Ninja da Kawasaki, que causou e causa tanto alarde para os amantes das duas rodas desde os tempos da ZX-11 (idolatrada como a moto mais rápida do mundo até a chegada da CBR 1100 XX SuperBlackbird), pode-se escolher a ZX-9R para um uso eclético como o descrito acima.

Clique para ampliar a imagem Apesar do estilo radicalmente esportivo, é uma moto apta a tranqüilos passeios com garupa, sem chegar ao desconforto de algumas das concorrentes

Fazendo valer a conhecida e respeitada denominação estampada em sua carenagem, a partir de determinada rotação seu ronco agudo e cortante proporciona sensações instigantes, acelerando de 0 a 100 km/h em 3,2 s ainda em primeira marcha ou empinando facilmente quando se "enrola o cabo". Todavia, para um passeio (ou desfile) sem pressa, toda sua cavalaria se contém, num ruído grave, sendo possível uma tocada em torno de 2.000 rpm em sexta marcha sem reclamações. Isso a torna bem peculiar em sua categoria, já que as concorrentes CBR 900 RR FireBlade, da Honda, e YZF 1000 R1, da Yamaha, são ariscas e impacientes.

Certamente contribui para as duas caras da ZX-9R o sistema eletrônico de ignição K-Tric (Kawasaki Throttle Responsive Ignition Control) que, ligado a dois sensores que monitoram a rotação do motor e a posição das borboletas de seus quatro carburadores Keihin, detecta o modo de pilotagem, decidindo o avanço ideal de ignição.

Além do famoso "verde Kawasaki", a ZX-9R tem oferecido versões mais sóbrias e muito sofisticadas, como esta em azul, que faz um belo contraste com o quadro de alumínio
Clique para ampliar a imagem

Aliado a isso, o já consagrado sistema Ram Air tem sua participação. Presente também nas outras esportivas da Kawasaki, esse sistema admite ar pela entrada sob o farol, criando um efeito de superalimentação pela aerodinâmica. Aliás, em se falando de motor, o quatro-cilindros de 899 cm3 rende 144 cv de potência a 11.000 rpm e torque de 10,4 m.kgf a 9.200 rpm. A curva de torque está mais plana nas últimas versões.

Para eliminar o problema de vibrações na suspensão dianteira que acompanhava a ZX-9R há alguns anos, foram adotados um quadro mais rígido, maior ângulo de cáster (melhorando também a estabilidade em alta velocidade) e suspensão mais robusta, com regulagens mais sensíveis. A troca das pinças de freio Tokico de seis pistões na dianteira por pinças Nissin de quatro pistões garantiu frenagens mais eficientes. Continua

Motos - Página principal - e-mail

Data de publicação deste artigo: 22/6/02

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados