Best Cars Web Site Supermotos

Sonhos avassaladores

Clique para ampliar a imagem

Seis cilindros e muita agressividade nestas
quatro motos conceituais criadas pela Honda

Texto: Fabrício Samahá - Fotos: divulgação

O mundo das duas rodas também conta com veículos conceituais, estudos de estilo que podem trazer -- ou não -- soluções para modelos de produção alguns anos depois. A Honda apresentou, desde 1998, quatro motos-conceito de estilo custom, identificadas apenas por Type (tipo) 1, 2, 3 e 4. Em comum, todas utilizavam o motor de seis cilindros horizontais opostos (boxer) das Gold Wing e Valkyrie que fazem sucesso nos EUA.

A Type 1, divulgada em 1998, era uma muscle-bike, adaptação às motos da essência dos muscle-cars dos anos 60. Seu estilo refletiu-se claramente na VTX 1800 lançada três anos depois, como a junção entre o banco e o tanque. A suspensão traseira abandonava as tradicionais duas molas em favor de uma balança de alumínio com uma só mola; a lanterna posterior era composta de LEDs. Quanto aos escapamentos, não há como não lembrar de Cobras, Corvettes e Vipers...

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Na Type 1 (amarela), linhas que ressurgiram em parte na VTX 1800. Depois veio a Type 2 (azul), com técnica sofisticada: quadro de alumínio, garfo com articulação arrastada, suspensão traseira monobraço

O estilo da VTX também pode ser visto em alguns detalhes da Type 2, mas sua mecânica era mais moderna, com quadro de dupla trave em alumínio (apenas tubos de aço na Type 1) e suspensão traseira Pro Arm, com braço no lado direito apenas. Os escapamentos, a roda traseira e até o suporte do radiador foram bem trabalhados como elementos de estilo. Não menos interessante é a suspensão dianteira com articulação arrastada, atrás do garfo. O painel é digital, a lanterna traseira e as luzes de direção usam LEDs, e o farol, refletor superelipsoidal.

Na Type 3 o quadro volta a ser tubular de aço e a suspensão traseira convencional, mas a aparência continua atraente. A pintura fala por si, mas observe as tomadas de ar nas laterais sob o tanque, as três saídas de escapamento por lado e os elementos em alumínio. Os discos de freio dianteiros são presos aos cinco raios da roda e não a seu cubo, como em algumas Buells. O pneu traseiro descomunal -- 230/60-16 -- deixa antever uma aceleração típica de dragster...

Clique para ampliar a imagem

A Type 3 (com pintura de fogo, também na foto do alto da página) os escapamentos eram três de cada lado e os discos de freio vinham presos à roda dianteira, não a seu cubo. A Type 4 levou adiante o conceito dragster, com um mínimo de elementos estéticos e pneu traseiro de 260 mm de seção

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Essa impressão é a tônica também da Type 4, concebida pelo construtor Mike McCluskey, que restaura Fords Cobra e aviões antigos. E não só pelo gigantesco Goodyear Eagle 26,0 x 9,0 - 15 na traseira. O quadro de alumínio é composto por três peças de cada lado, mais a coluna de direção, sendo o mesmo material utilizado na suspensão traseira monomola. A transmissão adota cardã em vez da corrente da Type 3 e os elementos estéticos são mínimos, para evidenciar a parte mecânica -- com toda a razão.

Página principal - e-mail

Data de publicação deste artigo: 10/8/02

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados