Duelo de titãs

Clique para ampliar a imagem

Honda CBR 1000 RR Fireblade e Yamaha YZF R1: a disputa
das superesportivas entra em uma nova fase em 2006

Texto: Fabrício Samahá - Fotos: divulgação

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Além do novo desenho, a CBR FireBlade
teve o motor e o quadro revistos e perdeu 3 kg

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Dentro da longa rivalidade entre Honda e Yamaha, os dois maiores fabricantes de motos do mundo, o segmento de superesportivas na faixa de 1.000 cm3 é dos mais disputados em termos de imagem. E, como acontece regularmente a cada dois anos, ambas as marcas reforçam seu arsenal de guerra na linha 2006, com edições revistas da CBR 1000 RR FireBlade e da YZF R1, nesta ordem.

Como se sabe, o modelo da Honda surgiu em 1992 como CBR 900 RR e passou a 1000 RR na linha 2004. Agora recebe um novo desenho, com a parte dianteira da carenagem mais afilada e maior número de saídas de ar. O motor de quatro cilindros em linha e 16 válvulas recebeu novo coletor de admissão, taxa de compressão mais alta (de 11,9:1 para 12,2:1), novas molas de válvulas, radiador maior (porém mais leve) e rotação máxima elevada de 11.650 para 12.200 rpm. A Honda informa a mesma potência máxima de antes, 171,7 cv, mas diz que houve ganho da ordem de 3% na maior parte dos regimes.

O quadro de alumínio mudou pouco, mas teve o entreeixos reduzido (agora 1,40 metro) em busca de maior agilidade nas mudanças de direção. O escapamento perdeu importante 1,5 kg com amplo uso de titânio, contribuindo para uma redução total de 3 kg na moto. Os freios dianteiros cresceram de 310 para 320 mm.

Enquanto isso, a YZF R1 chega à quinta versão desde seu lançamento, em 1998. O motor, também quatro-em-linha mas com 20 válvulas, evoluiu em admissão e escapamento para ganhar 3 cv -- agora são 175 cv a 12.500 rpm. O quadro foi revisto, com balança traseira mais longa. Além das cores habituais, a R1 oferece a Extreme Yellow (amarela) em uma edição especial, que traz no tanque um emblema alusivo aos 50 anos da Yamaha.

Outra novidade da YZF é a versão limitada R1 SP, com pintura negra e detalhes em dourado. Além do visual elegante, traz rodas Marchesini mais leves e com o mesmo desenho da Yamaha de competição de MotoGP, pneus Pirelli Diablo Corsa, suspensões com ampla regulagem e componentes da renomada Öhlins, além de embreagem com um recurso que limita o freio-motor, para evitar o bloqueio da roda traseira em reduções.

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem
Na R1, o motor tem mais 3 cv e a suspensão traseira ganha nova balança; a versão SP, preta
com dourado, é uma série especial com rodas mais leves e suspensões dotadas de amplos ajustes

Página principal - Escreva-nos - Envie por e-mail

Data de publicação: 24/9/05

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados