Best Cars Web Site
Guia de Compra

Mil e uma utilidades

Robusto e agradável de dirigir, o Strada marca
presença como boa compra entre os picapes leves

Texto: Alberto Polo Jr. - Edição: Fabrício Samahá - Fotos: Renato Araújo

Seja para o trabalho, seja para o lazer, quem pensa em adquirir um picape leve não deve deixar de considerar o Fiat Strada. O modelo possui ótima aceitação no mercado, diversas opções de motores e a exclusiva escolha entre cabines simples e estendida. Seus preços também são atraentes — variam entre os R$ 12,5 mil do Working cabine-simples 1999 e os R$ 26 mil de um Adventure 1,8 2003 semi-novo.

O Strada foi o último membro da família Palio a chegar, no final de 1998, e substituiu a versão picape do Fiorino — o furgão continua em linha até hoje. As versões eram três: Working, com acabamento simples e motor Fiasa 1,5-litro de 76 cv de potência; Trekking, intermediária, com motor 1,6 de 92 cv; e a topo de linha LX, com motor 1,6 16V de 106 cv. As três dispunham apenas de cabine simples, com um estilo moderno e agradável, suspensão e pneus mais altos que os usuais na categoria e um útil, embora feio, estribo instalado sob o pára-choque traseiro.

Simpático por fora, bastante simples por dentro, o Strada Working lançado em
1998 tem na praticidade e na suspensão elevada alguns pontos positivos

Um ano depois, pensando no público que utiliza os picapes leves somente para lazer, a Fiat lançou a cabine estendida para o Strada. O carro dispunha de 30 centímetros a mais no espaço da cabine, o suficiente para livrar a bagagem da sujeira e dificultar os furtos, mas o espaço na caçamba diminuía na mesma medida. Apenas as versões Working e LX ganhavam tal configuração. Um teto solar basculante era oferecido como opcional nas duas. A Trekking saía de linha.

Em 2001, Palio, Siena e Palio Weekend sofreram a primeira reestilização e receberam novos motores Fire. No Strada havia apenas o novo símbolo da Fiat e o motor 1,6 16V para a série especial MTV — destinada ao público jovem, com cabine estendida, pára-choques na cor da carroceria e calotas —, retirada de linha no mesmo ano. Sua reestilização chegou na linha 2002. O picape passou a incorporar a frente da família, com novos pára-choque, faróis, capô e grade. Na traseira, apenas mudanças nas cores das lanternas; no interior, um painel mais moderno.

A versão LX adicionava itens de conforto e o motor 1,6 16V de 106 cv. Com
a cabine estendida a caçamba perde espaço, mas permanece de bom tamanho

Além das novas linhas, a Fiat lançava a versão Adventure do picape. A “receita” era a mesma do Palio Adventure: visual fora-de-estrada com quebra-mato dianteiro equipado com faróis auxiliares, estribos laterais, pára-choques pretos, suspensão alta e pneus de uso misto. O motor era o 1,6 16V (também oferecido no Working de cabine simples), e a cabine, apenas estendida. Assim como a Weekend, o Strada Adventure caiu no gosto do público e sempre registrou boas vendas. Continua

Avaliações - Página principal - e-mail

Data de publicação: 2/8/03

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados