Best Cars Web Site
Guia de Compra

Potência à vontade

O Marea é uma boa opção a quem procura um médio com
alto desempenho, mas seus motores requerem atenção

Texto: Alberto Polo Jr. - Fotos: Renato Araújo

Ele nunca foi muito bem-sucedido do mercado nacional, mesmo após a reestilização da traseira, e hoje vende tão pouco que pode sair de produção a qualquer momento. Mesmo assim, é um sedã médio com motores potentes e desempenho interessante, oferecido também na versão perua, a Marea Weekend, boa para a família. Ambas as configurações são encontradas no mercado de usados bem-equipadas (todas com ar-condicionado, direção assistida e conjunto elétrico) e os preços começam em R$ 19,4 mil.

O Marea surgiu na Europa em 1996 em substituição ao Tempra, fato semelhante ao ocorrido no Brasil anos depois. Suas linhas fluidas, com uma frente mais estreita que vai se alargando rumo à traseira, era o principal destaque. Na Weekend, as lanternas se localizam nas colunas traseiras e são como prolongamentos do bagageiro.

Quando lançado no Brasil, em maio de 1998, o Marea oferecia apenas uma opção de motor, o 2,0-litros de cinco cilindros, 20 válvulas de 142 cv de potência. Eram dois tipos de acabamento: ELX, com ar-condicionado, direção assistida, vidros e travas com acionamento elétrico; e HLX, que adicionava bolsa inflável para o motorista, retrovisores com ajuste elétrico, rodas de alumínio e faróis auxiliares. O sedã comportava 430 litros no porta-malas, e a Weekend, 500 litros.

Após alguns meses, a Fiat passou a oferecer o mesmo motor com potência diminuída para 127 cv na versão SX, de acabamento interno mais simples. Para 1999 chegava – tanto para o sedã como para a Weekend – a versão Turbo, equipada com o mesmo motor 2,0 com turbocompressor e 182 cv. Além dos equipamentos da HLX, contava com bolsas infláveis frontais e freios antitravamento ABS. O visual incluía saídas de ar no capô e novas rodas de 15 pol mais esportivas.

Um ano depois era lançada mais uma motorização, o quatro-cilindros de 1,75 litro, 16 válvulas e 132 cv, exclusiva da versão SX. Mais uma alteração na motorização ocorria na linha 2001 das versões ELX e HLX: o 2,0 20V aspirado passava a ser um 2,4-litros, com 160 cv, e havia novas rodas. Continua

O Marea HLX do primeiro ano-modelo, 1999: interior bem-acabado, frente imponente em desacordo com a traseira discreta, o bom desempenho do motor 2,0 20V

Avaliações - Página principal - Escreva-nos - Envie por e-mail

Data de publicação: 31/7/04

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados