Best Cars Web Site Consultório Técnico

por Fabrício Samahá 

Velocidade dos pistões:
o cálculo e sua importância


O que é, e como é medido, a velocidade média de um pistão? O BCWS é, simplesmente, o melhor site sobre carros que se tem notícia.

Kleber Gomes de Barros
Ouro Branco, MG
klebergta@bol.com.br

A velocidade dos pistões, em geral indicada em metros por segundo (m/s), é calculada multiplicando-se seu curso por 2, então pela rotação em questão e dividindo-se o resultado por 60 (60 segundos em um minuto).

Por exemplo, se o curso é de 86 mm, como no motor GM de 2,0 litros, ele percorre 86 mm a cada subida e 86 mm a cada descida (que somadas dão um ciclo de operação do motor). Com isso, a 5.000 rpm percorre 860.000 mm, ou 860 metros, a cada minuto (86 x 2 x 5.000 / 1.000) ou 14,3 metros por segundo (860 / 60).

Em que isso influi? Considerando-se a mesma resistência de materiais, a durabilidade do motor tende a ser maior com menores velocidades médias de pistão. Se não se pretende reduzir a rotação usual de trabalho (em um carro esporte ou de competição, por exemplo), uma alternativa é adotar menor curso dos pistões, para que percorram menor espaço à mesma dada rotação.

Há casos de automóveis e motocicletas que ganham novas medidas de diâmetro e curso em aplicações esportivas. A Honda mantinha dois motores de 1,6 litro para o Civic, anos atrás: o de 81 x 77,4 mm, para os esportivos VTi, e o de 75 x 90 mm para as demais versões. Já a Ducati adotou 104 x 58,8 mm na superesportiva 998R, enquanto na versão "comportada" 998S as medidas eram de 100 x 63,5 mm. Claro, existem outros fatores para se determinar essas dimensões (saiba mais).

Página principal - e-mail

Data de publicação: 16/8/03

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados