Consultório de Preparação


por Iran Cartaxo


Tempra Stile suporta pressão de turbo mais alta?


Gostaria de saber se o Tempra Stile suporta pressões mais altas no turbo de fábrica e qual seria o máximo de pressão para não dar problemas.

Rafael Navarro
essel@olimpo.com.br
Rio de Janeiro, RJ


Os proprietários de Tempra e Uno Turbo com freqüência têm dúvidas a respeito da preparação de seus carros. O interesse ocorre pela facilidade de se obter mais potência de um carro já equipado com turbo: como todos sabem, basta aumentar a pressão de sobrealimentação para um considerável aumento de potência e torque. Muitos têm procurado adaptar válvula de prioridade aos carros, sem saber que eles já possuem uma, silenciosa e por isso de difícil identificação. A adaptação só se justifica, portanto, quando o proprietário deseja uma válvula de prioridade que anuncie seu funcionamento com o ruído característico.

As curvas de potência (as mais altas) e de torque estimadas para o Tempra Stile original (em azul), com turbo a 1,2 kg/cm2 (em verde) e a 1,6 kg/cm2 (em vermelho)

Clique aqui para ver as curvas de potência e torque ampliadas


O maior problema a ser resolvido para que se possa aumentar a pressão do turbo do Tempra Stile é o ajuste da injeção, que deve ser feito com o remapeamento, mas pode-se lançar mão de outros artifícios (clique aqui para saber mais). Os objetivos principais desse remapeamento são aumentar a vazão de combustível, para prover a nova quantidade de ar admitida com gasolina e formar uma mistura equilibrada; e atrasar a curva de avanço da ignição, para evitar a detonação. Deve-se também trocar a válvula de alívio (waste gate) por uma que permita a regulagem da pressão. Essa válvula pode ser encontrada em distribuidores de turbos e é bastante parecida com a original, mas possui a haste de acionamento do alívio com comprimento variável.

Como o motor do Tempra Stile já possui uma taxa de compressão baixa, 8:1, é possível submetê-lo -- com o devido remapeamento -- a até 1,2 kg/cm² de pressão sem riscos de detonação. Acima disso é recomendável reduzir a taxa de compressão, pois só remapear a injeção elevaria demais o consumo (por causa do atraso excessivo na curva de ignição) e não produziria bons resultados no controle da detonação. Com a redução da taxa, a pressão a ser usada fica limitada apenas aos anseios do proprietário.

Simulamos para seu caso a elevação da pressão para 1,2 kg/cm², com remapeamento, e para 1,6 kg/cm², com remapeamento e redução da taxa em um ponto. Este é o desempenho estimado:

  Original Turbo a
1,2 kg/cm
2
Turbo a
1,6 kg/cm
2
Potência máxima 165 cv 212 cv 243 cv
Rotação de potência máxima 5250 rpm 5250 rpm 5150 rpm
Velocidade máxima 213 km/h 231 km/h 242 km/h
Rotação à velocidade máxima 5600 rpm 6085 rpm 6370 rpm
Aceleração de 0 a 100 km/h 8,2 s 6,8 s 5,9 s
Torque máximo 26,5 mkgf 34,0 mkgf 39,0 mkgf
Rotação de torque máximo 3000 rpm 3000 rpm 2900 rpm
Alongamento recomendado na relação de transmissão - 15,9 % 24,0 %
Aumento recomendado na injeção de combustível - 37,5 % 70,8 %
Aceleração longitudinal no interior do veículo 0,75 g 0,97 g 1,11 g
A margem de erro é de 5% (para cima ou para baixo), considerando-se instalação bem-feita. Calculamos a aceleração de 0 a 100 km/h e a aceleração longitudinal máxima (sentida no interior do automóvel) a partir da eficiência de transmissão de potência ao solo do carro original. Para atingir os resultados estimados pode ser necessária a recalibragem da suspensão, reforços no monobloco e/ou o emprego de pneus mais largos. A velocidade máxima estimada só será atingida com o ajuste recomendado da relação final de transmissão. Os resultados de velocidade são para velocidade real, sem considerar eventual erro do velocímetro. A rotação à velocidade máxima é calculada considerando a relação atual de transmissão.
Algoritmo de simulação de preparação de motores desenvolvido pelo consultor
Iran Cartaxo, de Brasília, DF.


Com essas preparações bem simples pode-se obter muito mais potência do motor, a um custo reduzido. A elevação da pressão para 1,6 kg/cm² deixa o Tempra Stile bastante forte e exige modificações extensas na suspensão, freios, pneus e embreagem. Vale lembrar que qualquer das duas operações leva à perda da garantia de fábrica.



Volta ao Consultório de Preparação

Volta à página principal


© Copyright 1998/1999 - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados