O felino amigo do ambiente

Clique para ampliar a imagem

No conceito C-X16, que parece indicar o sucessor do XK, a Jaguar
abre mão do motor V8 em favor de um V6 com auxílio elétrico

Texto: Fabrício Samahá - Fotos: divulgação

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

A possível antevisão do sucessor do cupê esporte XK é o que a Jaguar apresenta no 64º Salão de Frankfurt. Essa função do carro-conceito C-X16 não foi divulgada, mas as linhas do estudo são uma clara interpretação atualizada daquelas do modelo hoje em produção. Vale lembrar que, antes que o atual XK aparecesse, a marca revelou o conceito Advanced Lightweight Coupe, do qual se aproveitou todo o estilo no modelo de série.

E estilo o C-X16 tem de sobra, com um equilíbrio de proporções como raramente se vê. Chama atenção a forma semicircular do vidro traseiro, que faz as vezes de tampa do porta-malas com sua articulação lateral. A carroceria mantém o uso de alumínio já presente no XK e as rodas são de 21 pol. As dimensões indicam sua esportividade: com 4,44 metros de comprimento, é bem largo (2,05 m) e baixo (1,30 m). O entre-eixos mede 2,62 m e o peso chega a 1.600 kg.

O interior luxuoso e esportivo traz bancos que lembram os de carros de competição, com estrutura de fibra de carbono (também usada no console central) e revestimentos em couro e camurça sintética. Há minitelas de oled (leds orgânicos) nos comandos giratórios, para que possam apresentar diferentes informações. Quando um smartphone é conectado ao carro, a tela central do painel reproduz a do aparelho. Todo o ambiente interno parece pronto para produção, sem recursos tecnológicos que acabam restritos a versões conceituais.

O que o C-X16 possui, mas pode não chegar tão logo ao mercado, é um sistema de propulsão híbrida. Em vez do motor V8 do XK, a Jaguar associou um V6 de 3,0 litros com compressor e injeção direta de gasolina, que produz potência de 380 cv e torque de 46 m.kgf, a um motor elétrico de 95 cv e 24 m.kgf. A atuação do elétrico, como uma superalimentação
, é comandada por botão no volante e dura 10 segundos. Além desse modo, que lembra o do Kers da Fórmula 1, o motor auxiliar contribui para reduzir consumo e emissões, que podem ser zero ao rodar a até 80 km/h apenas com energia elétrica.

Com caixa automática de oito marchas, o conceito acelera de 0 a 100 km/h em 4,4 segundos e alcança 300 km/h, de acordo com a marca. Cuidados inerentes a carros esporte não foram esquecidos: com a bateria de íon de lítio montada atrás dos bancos, o C-X16 obteve a repartição de massas ideal de 50% para cada eixo.

Clique para ampliar a imagem Clique para ampliar a imagem
Clique para ampliar a imagem Clique para ampliar a imagem Clique para ampliar a imagem
Clique para ampliar a imagem Clique para ampliar a imagem Clique para ampliar a imagem

Página principal - Escreva-nos - Envie por e-mail

Data de publicação: 8/9/11

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados - Política de privacidade