Best Cars Web Site

Expresso de luxo

Com muita tradição, conforto e desempenho, o Bentley
Arnage Red Label chega perto da perfeição

Texto: Carlos Guimarães

Com o perfeccionismo dos ingleses da Bentley, a tradicional marca de carros de luxo -- adquirida recentemente pela Volkswagen, junto da Rolls-Royce -- chega ao ano 2000 com seu modelo Arnage Red Label como uma obra-prima lapidada através dos anos. Imponente, o sedã oferece conforto ao extremo e a força do revitalizado motor V8 de 6,75 litros e 400 cv como principais atrativos.

Visto por fora, qualquer semelhança com o Silver Seraph, último lançamento da Rolls (saiba mais), não é mera coincidência. As fábricas inglesas compartilham dos mesmos projetos, sendo a Bentley responsável por dar mais esportividade aos carros da marca fundada em 1904 por Charles Rolls e Henry Royce. As linhas conservadoras e elegantes são as mesmas, assim como a frente de quatro faróis, entre outros detalhes estéticos.

As linhas, semelhantes às do Rolls Silver Seraph, permanecem conservadoras. O velho motor V8 de 6,75 litros retorna esbanjando torque: 85,2 m.kgf!

A diferença está na redução de cromados, nas rodas aro 18, na grade pintada na cor do carro e nos pára-choques envolventes com entradas de ar maiores, agora equipados com sensores que facilitam as manobras de estacionamento. Também houve um ganho de 20% na rigidez torcional, o que contribui para a dirigibilidade e permite que a potência do V8 seja melhor usufruída.

Bem-vindo a bordo. Bancos revestidos com o finíssimo couro Connoly encaixam-se perfeitamente à anatomia do corpo, enquanto os carpetes Wilton esbanjam qualidade. O espaço interno é excelente e o painel ostenta o tradicional revestimento em madeira de lei, com os instrumentos circulares e entradas de ar. A climatização fica por conta do ar-condicionado eletrônico, que permite estabelecer temperaturas individuais, além de ter sensor de nível de poluição. Outro toque de modernidade é o sistema de navegação por satélite, que inclui uma tela de cristal líquido escamoteável que se ajusta para melhor visibilidade.

Interior suntuoso: couro Connoly, madeira de lei no painel e o sistema de navegação escamoteável, usufruindo da moderna tecnologia
Pronto para acelerar? Dada a partida, muito silêncio e suavidade, mas com torque e potência de sobra no pé direito. Sob o capô, o V8 de 6,75 litros, versão renascida do velho motor Rolls (saiba mais), produz 400 cv e 85,2 m.kgf (!) de torque, que se traduzem em um desempenho surpreendente para um gigante com 5,34 metros de comprimento e peso de mais de duas toneladas. De 0 a 100 km/h são apenas 5,4 segundos e a velocidade máxima chega a 250 km/h. O conforto ao rodar ainda conta com suspensão ativa e sistemas de controle de frenagem e estabilidade.

Com mais essa evolução, a qualidade dos ingleses chegou ainda mais perto da perfeição. Assim, os anos de tradição da Bentley nas pistas e nas estradas apenas valorizam ainda mais um modelo feito para quem procura o máximo em conforto, mas não abre mão de um desempenho esportivo.

Solução rápida
Conta-se que, antes de adquirir a Rolls-Royce (e sua divisão Bentley) em 1998, o todo-poderoso do grupo Volkswagen, Ferdinand Piech, perguntou aos engenheiros se o velho V8 Rolls, de 6,75 litros e comando de válvulas no bloco, caberia no cofre do então novíssimo Bentley Arnage, lançado com um BMW V8 turbo de 4,4 litros. Recebeu uma resposta negativa e de que haveria ainda problemas com normas de emissões e com o uso do câmbio automático BMW.

Após a compra da marca inglesa, Piech refez a pergunta. Desta vez a resposta foi que o V8 caberia, mas que as dificuldades com emissões permaneciam. Ameaçando levar o problema à engenharia da VW, o alemão conseguiu rápida solução dos ingleses, permitindo a ressurreição do arcaico V8 Rolls para o mais moderno dos Bentleys.

Supercarros - Página principal - e-mail

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados