Best Cars Web Site
SUPERCARROS

Foguetes de bolso

Carros pequenos se transformam em
feras com 6, 8 e até 12 cilindros

Texto: Henrique Mendonça - Edição: Fabrício Samahá

Se você faz parte da legião de fãs de carros pequenos e potentes, prepare-se para conhecer os caçulas mais apressadinhos do mundo. Preparadas pela própria marca ou por empresas independentes, estas versões do Renault Clio, Audi A3, Mercedes Classe A e BMW Compact fazem jus à expressão inglesa pocket rocket, ou foguetes de bolso. Confira.

Audi A3 V8 A!Avantgarde - BMW K55 Compact

Renault Clio Sport V6 - Mercedes A 190 Twin

Audi A3 V8 A!Avantgarde: rompendo os 300 km/h

Nova frente para o A3 V8, que ganhou até fundo
plano para melhor aerodinâmica: 300 km/h

O mascote da Audi, preparado pela A!Avantgarde, recebeu o motor do enorme S8, versão esportiva do A8. Se no S8 o V8 de 4,2 litros já era mais que ideal, no A3 só falta voar. Montado em posição longitudinal e dotado de 340 cv, faz o pequeno alemão romper a barreira dos 300 km/h e acelerar de 0 a 100 km/h em 5,3 segundos. Para adequar o conjunto a tais marcas, o câmbio foi trocado pelo do Porsche 928 GTS e as árvores de transmissão pelas do A6 Quattro. A bateria foi para o porta-malas para abrir espaço à usina de força e melhorar a distribuição de peso. Largas rodas de 18 pol, freios redimensionados com pinças vermelhas e amortecedores Fichtel reguláveis em oito níveis denunciam a preocupação com a estabilidade e segurança.

O motor V8 do Audi S8 coube no cofre do A3, mas exigiu rodas de 18 pol e árvores de transmissão do A6 Quattro

O visual da fera foi totalmente modificado e ficou de acordo com a potência. Na frente, spoiler e grade integrados, sem o símbolo da Audi, o deixaram bem diferente do modelo convencional. Retrovisores se assemelham aos do BMW M3. Pára-lamas alargados foram interligados com saias laterais. Atrás, dois spoilers e quatro saídas de escapamento dão o toque final. A preocupação com a aerodinâmica foi tanta que até parte de baixo do carro recebeu uma carenagem aerodinâmica, como no Ferrari F355.

No interior, o painel ganhou mostradores de fundo branco e o banco traseiro deu lugar a um santantônio (reforço estrutural). Os dianteiros foram substituídos por outros em formato de concha, de couro e veludo, com cintos de quatro pontos.
BMW K55: 12 cilindros no caçula da marca

Por baixo da carroceria do Compact, 427 cv num V12
emprestado do modelo 850 CSi

Por fora este BMW Compact parece igual aos outros, com exceção de discretas saias, aerofólio e spoiler com grandes entradas de ar, além de largas rodas de 18 pol. Mas de original só sobrou mesmo a carroceria. A preparadora Racing Dynamics substitui o motor de 4 cilindros pelo V12 de 5,5 litros do BMW 850 CSi, preparado pela divisão Motorsport da BMW, que é ainda mais apimentado. O resultado são 427 cavalos muito ariscos, que aceleram a fera de 0 a 100 km/h em 4,9 segundos e podem levá-lo a 289 km/h.

Câmbio de 6 marchas, rodas de 18 pol e um inovador
painel com instrumentos também para o passageiro

O câmbio foi trocado por um de 6 marchas e diversos componentes mecânicos foram emprestados de outros BMWs. A distribuição de peso continua tão boa quanto no modelo original, garantindo estabilidade. No interior, uma estranha criação: o painel foi duplicado -- o passageiro possui mostradores individuais para compartilhar as emoções com o piloto. Para quem se interessou, contudo, uma má notícia: o K55 foi uma série especial com apenas 20 unidades produzidas em 1997, cada uma vendida por salgados US$ 125 mil na Europa.

Supercarros - Página principal

© Copyright 1999/2000 - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados