Best Cars Web Site

Resistência, argumento de vendas

Como já fizeram Willys e Simca, a VW põe o Gol para
bater recordes, de modo a se manter firme no mercado

por Roberto Nasser - Fotos: divulgação
Roberto Nasser

Três Gols, versão Power, com motorização 1.600, rodaram respectivamente 5 mil, 10 mil e 25 mil quilômetros pelo anel externo do paulistano autódromo de Interlagos, estabelecendo recordes de resistência para as distâncias. Enfatiza a Volkswagen, a começar por seu novo presidente, o inglês Paul Fleming, ele mesmo piloto por hobby, que a conquista das marcas aferidas pela Federação Internacional de Automobilismo é a internacionalização da fama do Gol. Para a área de marketing da empresa, por seu também novo titular, Paulo Sérgio Kakinoff, o recorde associa a liderança de vendas que o Gol mantém por 16 anos.

Venceu, vendeu

Corridas de automóveis são sinônimo de vendas, desde o tempo em que a Ford inexistia e seu brilhante Henry fazia carros de corrida para capitalizar os resultados. Os Mercedes surgiram assim; os Peugeot se firmaram nas corridas francesas. Há mais de um século que a imagem do poder da velocidade e da prática demonstração de resistência às solicitações extremadas são indutores de velocidade. 

No Brasil a indústria automobilística e de autopeças firmaram-se pelos resultados das corridas. Há tradição local. A Willys-Overland, ao perder a liderança de vendas para a Volkswagen no longínquo 1964, tomou de seu produto líder, o Renault Gordini, e colocou-o no mesmo Interlagos. Como era para provar resistência -- no que o coitado do Gordini, criado para vias, motoristas, combustíveis e mecânicos europeus era inteiramente descompromissado --, a Willys fê-lo rodar 50 mil quilômetros, apesar do capotamento quando dirigido por Bird Clemente, da equipe de competições da fábrica e o primeiro piloto profissional do país. Bird desviara de eqüino cruzando a pista no nevoeiro da madrugada. Capotou, deformou o carro, que acabou a prova sem pára-brisa, com as portas amarradas.

Na mesma época, a outra marca acusada de fragilidade, a Simca, tomou de seu modelo Tufão Rallye, bem decorado automóvel com pretensões esportivas, apesar das antiesportivas três marchas, comandadas antiesportivamente na coluna de direção, e colocou-o disparado, conduzido por sua equipe de competição, entre Brasília e Paracatu, percurso de 224 km em cada trecho de vai-e-vem, feito em estrada aberta, em velocidade máxima que permitiu média horária muito próxima à do Gol.

O Simca Tufão (foto) rodou 120.000 km em 44 dias, convivendo com emoções muito superiores, de estrada aberta, o que incluiu súbito desvio de um cavalo que perpassava a pista; a saída para o acostamento; ter empalado um pneu dianteiro, capotando. Acabou a prova sem pára-brisa e vidros das portas direitas, e junto com o Gordini foram participar, com as atestatórias marcas de sujeira e insetos, do Salão do Automóvel edição 1964.

Conseqüências

Os recordes da Volkswagen oferecerão leituras várias. No mercado interno, indução direta e rápida de vendas aos Luízes da Silva, no esforço que a empresa envida para recuperar o sinete de marca que mais vende automóveis. A VW é quem mais produz automotores -- automóveis, camionetas leves, ônibus e caminhões --, mas no capítulo veículos leves -- automóveis e picapes deles derivados --, a Fiat bisou a liderança em 2002.

Servirão igualmente para convencer Josés da Silva, que apesar do lançamento do Projeto Tupi, a ocorrer em setembro, o Gol permanecerá em produção -- o novo produto, desenvolvido sobre a plataforma do Polo será, inequívoca e inquestionavelmente, muito superior em construção, comportamento e segurança.

E, nestas épocas de globalização, os srs. Xings Ling, possíveis interessados compradores do Gol em diversificados endereços na China, ficarão muito felizes em saber que o carro por eles pretendidos para enfrentar o hostil meio-ambiente automobilístico de país em desenvolvimento -- como as daqui e que habilitaram o Gol aos maus tratos -- marcaram recorde de resistência em distante país. Continua

 

Renault Gordini

Simca Tufão Rallye 

VW Gol Power

Data Outubro 1964 Outubro 1964 Janeiro 2003
Local Interlagos Brasília-Paracatu- Brasília Interlagos
Km 51.233,005 120.048 25.000
Período 21 dias 44 dias 9 dias
Média km/h 97,03 113,1 126,5 (oficioso)

Colunas - Página principal - e-mail

Data de publicação: 28/1/03