Best Cars Web Site
Guia de Compra

Campeão em todas as gerações

Clique para ampliar a imagem

O carro mais vendido da história da indústria mantém os
atributos de sempre — e o sucesso no mercado de usados

Texto: Luiz Fernando Wernz - Fotos: divulgação

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Mesmo na espartana versão básica, que podia ter motores de 1,0 e 1,6 litro, o Gol agradava pelo projeto moderno e as evoluções construtivas

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

A versão Power vinha sempre com motor 1,6 e tinha maior conteúdo; o interior da foto mostra o câmbio automatizado e seu exclusivo volante

Um sucesso indiscutível no mercado nacional, cuja história pregressa não se faz necessário repetir. Esse é o Gol, carro que a Volkswagen criou com a missão de substituir o Fusca. O êxito foi tanto que as vendas já ultrapassaram as do "besouro" em mais de um milhão de unidades. E esse número não para de crescer, já que desde 1987 o Gol, com suas três gerações, ocupa a liderança do mercado.

A geração atual (terceira, e não quinta, como muitos são levados a acreditar pela publicidade da marca) foi lançada em junho de 2008 com as opções de motores de 1,0 e 1,6 litro em três versões: básica 1,0 e 1,6-litro, básica com pacote Trend (que adicionava conta-giros, faróis com duplo refletor, chave do tipo canivete e melhorias no acabamento), também para ambas as motorizações, e a Power 1,6-litro como versão de topo (dotada de faróis e lanterna de neblina, direção assistida e rodas de 15 pol). Todas dispunham apenas de câmbio manual.

Os motores AP (Alta Performance), largamente empregados pela Volkswagen em sua linha desde a década de 1980, foram abandonados no Gol e deram lugar à unidade EA-111 de 1,6 litro, já conhecida do Polo e do Fox — a versão 1,0 já vinha dessa família desde 1997. Chamado em sua última evolução de VHT (Very High Torque), o motor produz 72 ou 76 cv, quando abastecido com gasolina ou álcool (na ordem), na versão 1,0-litro e de 101 a 104 cv na versão 1,6.

Evoluções importantes marcam essa fase de nosso carro mais vendido. Esse, sim, é um Gol realmente novo: praticamente nada dele é compartilhado com as gerações anteriores. Derivada da plataforma PQ24, de Fox e Polo, a arquitetura do novo Gol permitiu finalmente a adoção de motor e câmbio em posição transversal, o que trouxe ganhos em transmissão de potência e aproveitamento de espaço, pois parte da área reservada ao cofre do motor passou à cabine.

Também são notórias as evoluções construtivas do modelo. Embora não tenha sido adotado o sistema de solda a laser do Polo, por conta dos custos, a carroceria da nova geração apresenta padrão de montagem superior, com menor distância de encaixe das peças e melhores índices de rigidez torcional. O resultado é uma estrutura sólida, que se traduz também em maior durabilidade. Outros avanços se deram na suspensão dianteira, herdada da plataforma PQ25 (lançada na Europa com o Seat Ibiza), menos sensível às torções da carroceria em relação à dos Gols anteriores. A suspensão traseira, no entanto, se manteve.

Seguindo a tendência do mercado brasileiro pelo uso de câmbios automáticos e automatizados, em 2009 a Volkswagen lançou o Gol I-Motion, sempre com motorização de 1,6-litro, com o mesmo sistema automatizado ASG fabricado pela Magneti Marelli para o Polo e o Fox I-Motion, que inclui a opção de trocas manuais de marchas por aletas atrás do volante. Mesmo sem tal opcional, o ASG permite a operação manual pela alavanca seletora.

Ainda sem muitas séries especiais, a atual geração do Gol contou, em abril de 2010, com a edição limitada Seleção, de 3.000 unidades. Com clara inspiração nas versões Copa do passado, o Seleção foi alusivo à Copa do Mundo de futebol e era oferecido apenas com motor de 1,0 litro. Também em 2010, em setembro, era lançada a versão Rallye. Com suspensão elevada em 28 mm e adereços de estilo semelhantes aos do CrossFox, com um visual que sugere o uso fora-de-estrada, a nova opção da gama estava disponível com motor 1,6 e câmbio manual ou automatizado.

"Estabilidade é seu forte"   Um aspecto que os proprietários consultados a partir da seção Teste do Leitor apontam, e que é comum à maioria dos donos do Gol da atual geração, é o elogio a sua estabilidade. "É um mini-Golf: anda muito bem em descida, subida, retomadas, rotação alta e baixa. Apesar disso, o melhor de tudo é a estabilidade do carro, que não dobra mesmo nas curvas mais fechadas. Não sai de frente, nem de traseira", destaca Luís Felipe M. S., de Tatuí, SP, que possui um Gol 1,6 Power 2010. "Suspensão firme, boa estabilidade, bom controle do carro, freios muito eficientes", confirma Vinícius dos Santos Sanches, de Joinville, SC, proprietário de um Gol 1,0 básico 2009. Continua

 

Avaliações - Página principal - Escreva-nos - Envie por e-mail

Data de publicação: 15/2/11

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados