Best Cars Web Site
Guia de Compra

Ótimo de vender, bom de comprar

Querido novo ou usado, o EcoSport é opção interessante,
mas com satisfação de proprietários apenas regular

Texto: Alberto Polo Jr. - Fotos: Renato Araújo

No mercado de carros novos a Ford não tem o que reclamar dele. No de usados é a mesma coisa para os lojistas. O EcoSport, utilitário esporte de dimensões compactas que mexeu (e ainda mexe) com o mercado desde que foi lançado, já tem oferta interessante nas lojas e preço começando em R$ 36,5 mil.

Da plataforma da quinta geração do Fiesta a Ford tirou dois modelos. Para a Europa foi escolhido o Fusion, também de carroceria alta, porém voltado para uso urbano e com ênfase no conforto. Para a América Latina, a idéia foi fazer um pequeno utilitário esporte, que andasse bem na cidade e aceitasse uma incursão fora-de-estrada leve. Surgia o EcoSport, que chegou ao mercado em 2003 e fez sucesso de primeira. Com linhas acertadas e preço interessante diante dos utilitários maiores, passou a ser figura fácil nas ruas brasileiras. O acabamento, assim como o compacto que lhe deu origem, deixava a desejar.

A Ford providenciou três versões para o EcoSport. A mais simples, XL, contava com direção assistida, ajustes em altura do volante e do banco do motorista, conta-giros, aquecimento, banco traseiro bipartido, imobilizador e pneus 205/65-15. Podia vir com os motores Zetec Rocam 1,0 Supercharger, de 95 cv, e 1,6 de 98 cv do Fiesta. A intermediária era a XLS, com o motor 1,6, que adicionava ar-condicionado, controle elétrico de vidros, travas e retrovisores, faróis de neblina e terceira luz de freio, entre outros.

O topo de linha era o XLT, oferecido com o motor 1,6 e o Duratec 2,0 16V de 143 cv utilizado no Mondeo. Trazia os mesmos itens do anterior e mais rodas de alumínio, bolsas infláveis frontais, freios antitravamento ABS (apenas 2,0), pára-choques e retrovisores na cor da carroceria. Em 2004 chegou a versão 4WD, com tração integral, motor 2,0 e pacote de equipamentos comum ao XLT. O sistema escolhido traciona as rodas da frente. Se uma delas girar em rotação maior que a de trás, porém, a força é transferida. Um tecla no painel bloqueia tal transferência e divide a potência em 50% para cada eixo. Continua

O EcoSport XLS: simples por fora, com acabamento modesto por dentro e motor 1,6, que agora é flexível

Avaliações - Página principal - Escreva-nos - Envie por e-mail

Data de publicação: 5/11/05

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados