Best Cars Web Site
Guia de Compra

O Gol para a família

Robustez e manutenção barata são destaques da Parati,
que adiciona espaço e boa oferta de equipamentos

Texto: Alberto Polo Jr. - Edição: Fabrício Samahá - Fotos: Renato Araújo

No mercado desde 1982, a Parati enfrentou nada menos do que três gerações de peruas. A princípio, suas concorrentes eram a Chevrolet Marajó e a Fiat Panorama. Depois vieram a Ipanema e a Elba. Mais recentemente, Escort SW (um pouco maior, assim como a Ipanema, mas competindo em preço), Corsa Wagon e Palio Weekend, esta última sua maior rival no segmento.

Qual o segredo para tamanha longevidade? Assim como o Gol, a Parati oferece robustez, confiabilidade e manutenção barata, tudo aliado a um bom porta-malas, espaço adequado para os passageiros e baixo consumo. Os preços da atual geração (observe que o BCWS não a considera terceira e sim segunda; saiba mais), no mercado de usados, variam entre R$ 10.500 (CLi 1,6 de 1996) e R$ 28.500 (Tour 2,0 de 2002).

Com preço a partir de R$ 10 mil, a versão CL três-portas de 1996 não oferece
luxo ou grande conforto, mas atende bem ao uso como transporte urbano

A Parati chegou à segunda geração no modelo 1996. O estilo ficou mais arredondado, seguindo o do Gol. Só havia a opção de três portas, o que dificultava o acesso de passageiros ao banco traseiro, embora a tornasse atraente aos jovens pelo ar esportivo. As versões eram CLi, com motores de 1,6 e 1,8 litro, GLi 1,8 e GLSi 2,0, todas equipadas com injeção, mas apenas a última com multiponto. A série especial Atlanta, em homenagem aos jogos olímpicos daquele ano, foi oferecida meses depois.

Em 1997 chegava a injeção eletrônica multiponto para toda a linha. Surgiam a versão esportiva GTi, com motor 2,0 16V de 145 cavalos, de vendas ínfimas, e a série especial Club, com motor 1,8. Duas grandes novidades chegavam em 1998: o motor 1,0-litro de 16 válvulas e 69,4 cv e a esperada versão cinco portas. O carro ficava muito mais prático.

A oferta de cinco portas em 1998 atendeu a uma antiga reivindicação,
tornando a Parati bem mais conveniente para as famílias

Uma completa reestilização vinha em 1999: a chamada "Geração III", com nova frente, faróis de superfície complexa, capô redesenhado, novos pára-choques, painel mais moderno e iluminação dos instrumentos nas cores azul e vermelho. As mudanças caíram muito bem na Parati. As versões anteriores deixavam de existir: os opcionais agora eram oferecidos em pacotes, como Comfortline e Sportline, este último com belas rodas de 15 pol. As motorizações continuavam as mesmas: 1,0 16V, 1,6, 1,8, 2,0 e 2,0 16V, esta última por pouco tempo mais. Continua

Avaliações - Página principal - e-mail

Data de publicação: 10/5/03

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados