Best Cars Web Site
Guia de Compra

Um veterano a se considerar

Robusto e com bom desempenho, o velho Kadett ainda
pode ser uma grande compra na faixa até R$ 13 mil

Texto: Alberto Polo Jr. - Edição: Fabrício Samahá - Fotos: Renato Araújo

Sim, existem carros médios bem mais modernos do que ele. Mas pela combinação entre preço, potência e robustez do Kadett, é difícil encontrar algo igual. Esse modelo da General Motors, em seus nove anos de produção nacional, teve apenas dois motores mas um número razoável de versões. Seus preços — considerando só as versões com injeção, desde 1992 — variam entre R$ 6,7 mil e R$ 13 mil.

A história do Kadett é antiga, bem antiga. Foi lançado pela Opel na Alemanha em 1936 e evoluindo ao longo dos tempos, passando em 1973 pela geração aqui lançada como Chevette (leia história). A geração que chegou ao Brasil como Kadett, em 1989, foi a última, denominada E. Suas linhas arredondadas eram bastante modernas para um país havia anos sem grandes lançamentos.

O Kadett brasileiro estreou em três versões: a básica SL, a intermediária SL/E, ambas com motores de 1,8 litro (95 cv), e a esportiva GS, com o 2,0-litros (110 cv a álcool, 99 a gasolina no ano seguinte). As duas últimas tinham grande oferta de opcionais, incluindo computador de bordo, suspensão traseira com altura regulável, ar-condicionado e, a partir de 1991, teto solar. A GS incluía bancos Recaro e rodas de 14 pol de série.

Meses depois chegava a perua Ipanema, com apenas três portas e um corte abrupto na traseira. A injeção monoponto para o motor 1,8 (98 cv a gasolina) e a multiponto para o 2,0 (121 cv, renomeado GSi) vinham no fim de 1991, junto com a versão conversível, produzida pelo estúdio Bertone, na Itália. Em 1994, painel renovado e versões renomeadas: a SL passava a GL, e a SL/E, a GLS. A Ipanema havia ganho cinco portas e motor 2,0 monoponto (na versão de topo) no ano anterior.

Para 1995 o GLS e o GSi eram descontinuados. Um ano depois a versão GL ganhava opção de motor 2,0 com injeção monoponto. Novos pára-choques, grade e moldura da placa traseira chegavam em 1996. A série especial Sport, lançada meses antes com o motor 2,0 monoponto, era incorporada à linha. Continua



As versões básicas (SL e GL) de 1993 e
1994: interior simples, mas a mesma boa
mecânica das superiores SL/E e GLS

Avaliações - Página principal - e-mail

Data de publicação: 22/11/03

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados