Best Cars Web Site
Pronto para as férias

Evitar acidentes é dever de todos. Siga estas dicas ao
volante e verifique alguns itens antes de sair de casa

Texto: Carlos Guimarães e Fabrício Samahá

As férias escolares estão aí. Chega ao fim a contagem regressiva para a hora de pegar a estrada. Para que tudo corra bem na ida e na volta, carro e motorista devem estar preparados. Verificar alguns itens de segurança e seguir certas dicas de como se comportar ao volante podem evitar transtornos.

A avaliação de que tudo está em ordem para seguir viagem é simples e rápida. Começando pelos pneus, deve-se verificar se os sulcos -- que dissipam a água em caso de chuva -- estão com profundidade acima de 1,6 mm. Para calibrá-los, siga as pressões indicadas no manual do proprietário. Não tem o manual? A salvação pode estar atrás da portinhola do bocal de abastecimento ou na tampa do porta-luvas.

Lembre-se de que frenagens seguras não dependem apenas de discos, pastilhas, lonas e tambores de freios dentro das especificações de fábrica. O fluido não deve ser esquecido. Além de mantê-lo no nível correto e usar marca de boa qualidade, a troca deve ser feita, no máximo, a cada dois anos, independente da quilometragem. Isso porque ele absorve a umidade do ar que, uma vez acumulada, pode provocar a formação de vapor d'água em situações de maior exigência, como descidas de serra, interrompendo a transmissão de força do pedal para as rodas.

Freios e suspensão em ordem

Nas curvas, a segurança depende principalmente de molas e amortecedores em bom estado. Para testá-los com segurança, o ideal seria utilizar o "shock tester", aparelho que fornece um gráfico do desgaste de cada um deles. Mas uma verificação caseira relativamente eficiente é apertar um dos cantos do carro para baixo e soltar. Se balançar mais de duas vezes, o amortecedor daquele lado está ficando fraco. Se precisar substituí-los, faça-o sempre aos pares (eixos dianteiro e traseiro). O alinhamento de direção, assim como o balanceamento das rodas, também contribui para um rodar tranquilo e seguro.

Veja. E seja visto

Uma das regras básicas de segurança ao dirigir é ver e ser visto da melhor maneira possível. Para isso, verifique se não há lâmpadas queimadas e se os faróis estão regulados. Como precaução, levar fusíveis sobressalentes no porta-luvas pode salvar uma viagem à noite. Numa emergência pode-se usar um fusível de outro componente com amperagem compatível à dos faróis ou limpador de pára-brisa. Para enfrentar a chuva, veja se as borrachas dos limpadores não estão gastas ou ressecadas, se o motor funciona bem, o esguicho está desentupido e direcionado corretamente e se há água com aproximadamente uma colher de café de detergente doméstico no reservatório, para facilitar a eliminação de resíduos de óleo.

Deixar os vidros das portas dois dedos abertos contribui com o desembaçamento interno nos carros sem ar-condicionado. Esquivar-se do ofuscamento causado pelos faróis dos veículos em sentido contrário é simples: dirija sua visão central para o acostamento, evitando olhar diretamente para os faróis. Sua visão periférica acompanhará sua trajetória.
Lembre-se de ficar atento ao movimento dos outros carros e antever o que cada um deles vai fazer. Use e abuse dos retrovisores. Tentar enxergar a estrada pelo pára-brisa do carro que segue à frente pode ajudar a prevenir acidentes.
 
Uma regra prática para verificar a distância de segurança: após o carro à frente passar por um ponto de referência -- um poste, uma placa --, conte até dois. Se seu carro passar pelo ponto antes, aumente a distância.

Siga o código da estrada

Saber lidar com os ônibus e caminhões na estrada também faz parte das habilidades necessárias para garantir uma viagem longe de qualquer problema. Manter uma distância segura é fundamental para evitar colisões traseiras, em caso de freadas bruscas ou paradas inesperadas, principalmente quando o tráfego de veículos pesados é intenso. Em pistas duplas, as ultrapassagens devem ser feitas rapidamente, com velocidade suficiente para se manter o menor tempo possível ao lado do outro veículo.

Muitas vezes, como a visão fica obstruída pela caçamba ou a traseira alta dos ônibus, costuma-se usar um código para facilitar a ultrapassagem. Luz de direção ligada para a esquerda indica que um veículo em sentido contrário se aproxima ou que não há condições seguras de ultrapassagem. Ligada do lado direito, a pista está livre -- mas sempre verifique por si próprio antes de avançar.

Curvas: corrija as derrapagens

O ideal é tomar as curvas em velocidade compatível, freando antes de entrar nela para evitar desequilíbrios. Mas, se for tomado de surpresa, você pode tentar corrigir a derrapagem.

Carros de tração dianteira e alguns de tração traseira tendem a desgarrar com a frente, abrindo o raio da curva -- o chamado subesterço, que simulamos na figura 1. Para corrigi-lo, tire o pé do acelerador e vire ligeiramente o volante na direção da curva.

Certos modelos de tração traseira tendem a sair com esse eixo, reduzindo o raio da curva -- o sobresterço, mostrado na figura 2. Corrija-o virando-se o volante na direção oposta à da curva e acelerando ligeiramente.

Distribua corretamente a bagagem. Objetos pesados devem ficar embaixo e mais à frente, junto ao banco traseiro. Se possível, utilize o assoalho e não apenas o porta-malas. Se usar bagageiro no teto, reserve para ele a carga mais leve e que não ultrapasse 30 cm de altura. Quanto mais pesada a bagagem no teto, menor será a segurança em curvas e freadas. Nas peruas, evite obstruir a visão do retrovisor interno. E mais uma dica: coloque por último o triângulo de segurança, para poder utilizá-lo rapidamente em caso de emergência.
Agora é só fazer uma refeição leve, colocar o cinto de segurança, não beber nada alcoólico se for assumir o volante e curtir a viagem. Boas férias!

Segurança & Serviço - Página principal - e-mail

© Copyright 1999-2000 - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados