No final de 1995, como forma de aumentar a expectativa do público — e, quem sabe, fazer esperar quem estava disposto a comprar um novo carro pequeno —, a Fiat anunciava as primeiras imagens do projeto 178 de três portas. A intenção era substituir apenas as versões superiores do Uno, com motores de 1,4 (turbo), 1,5 e 1,6 litro, permanecendo o Mille como porta de entrada para a marca. Seu nome era ao mesmo tempo divulgado: Palio, páreo em italiano — nome de uma corrida de cavalos que se realiza desde o ano de 1656, até hoje, na cidade italiana de Siena.

Em abril de 1996 nascia o Palio, em versões de três e cinco portas e com motores 1,5 e 1,6 16V: um passo decisivo para que a Fiat assumisse a liderança do mercado anos depois

Projeto moderno   Em abril de 1996 eram apresentadas as versões de três e cinco portas do Palio — em simultâneo, algo que só ocorrera uma vez antes na indústria nacional, com o primeiro Escort em 1983. O desenho do estúdio I.DE.A. impressionava pela modernidade, com o pára-brisa bem inclinado formando quase uma linha reta com o capô em cunha acentuada. Como o Uno, era alto e tinha a traseira próxima da vertical, para bom aproveitamento de espaço, mas suas formas arredondadas contrastavam com os ângulos do antecessor.

O interior também trocava os elementos retilíneos pelas curvas, do painel aos acabamentos das portas. De início eram oferecidas duas versões: EL, com motor de 1,5 litro e oito válvulas, e 16V, sigla que indicava as 16 válvulas do propulsor de 1,6 litro. A segunda incluía revestimento interno superior, itens de série como direção assistida e conta-giros e opcionais como rodas de alumínio de 13 ou 14 pol e faróis de neblina. Ambas podiam receber freios com sistema antitravamento (ABS), ar-condicionado e duas bolsas infláveis frontais — primazia no segmento dos pequenos e uma novidade na marca, pois apenas a do motorista era disponível no Tipo nacional.
Continua

As séries especiais

Siena e Strada MTV: a parceria com a emissora de TV resultou primeiro (1998) no sedã, com acabamento externo e interno semelhante ao da Palio Weekend Sport e motor 1,6 16V, e dois anos depois no picape, de aparência simples e motor 1,5, com base na versão Working.

Palio e Siena 500 Anos: lançados em 1999 em comemoração ao aniversário do descobrimento do Brasil, no ano seguinte, eram derivados das versões ELX 1,0 e 6 Marchas, na ordem. Adicionavam rodas de alumínio de 14 pol, pára-choques e retrovisores pintados na cor da carroceria, conta-giros e acabamento interno mais luxuoso. Um adesivo com cinco estrelas nos pára-lamas indicava a série, abaixo.

Palio e Siena 25 Anos: fórmula similar à da edição 500 Anos foi repetida em 2001 para celebrar os 25 anos de atuação da Fiat no

mercado nacional. O sedã veio em julho e o hatch (acima) em novembro, ambos com motor Fire 1,0 16V, acabamento interno similar ao do Stile, rodas de alumínio de 14 pol, faróis de neblina e detalhes na cor da carroceria.

Palio Century: apresentado no final de 2001, combinava o padrão do EX ao motor 1,0 de 16 válvulas, além de conta-giros, saias laterais, rodas de 14 pol, pára-brisa degradê e faróis de neblina.

Palio Five: para comemorar o pentacampeonato do Brasil na Copa do Mundo de futebol, a série derivada do Palio EX de cinco portas, com motor 1,0 16V, adicionava pneus 175/70-13, retrovisores, maçanetas e saias laterais na cor da carroceria.

Carros do Passado - Página principal - Escreva-nos

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados - Política de privacidade