Shopping Best Cars

Cidadão do mundo

O Civic construiu, em 31 anos, uma imagem de qualidade
e técnica que o tornou presente em mais de 160 países

Texto: Fabrício Samahá - Fotos: divulgação

O império da maior fábrica de motocicletas do planeta começou a surgir em 1906, quando seu fundador, Soichiro Honda, nasceu na cidade japonesa de Komyo. Em 1922 ele abandonava os estudos para trabalhar em uma oficina mecânica; em 1936 iniciava-se nas corridas de automóveis. No ano seguinte tornava-se fabricante de autopeças (anéis de segmento) ao fundar a Tokai Seikai Heavy Industry, vendida para a Toyota durante a Segunda Guerra Mundial.

Logo após o conflito, em 1946, fundava o Honda Technical Research Institute (instituto de pesquisas técnicas) e já no ano seguinte criava seu primeiro veículo, a bicicleta Tipo A. Estabelecida em 1948 a Honda Motor Company Ltd., a produção da moto Dream era iniciada um ano depois, dando início a uma história que todos vemos nas ruas.

O compacto sedã 1300, lançado em 1967, era um precursor do Civic três-volumes, com motor refrigerado a ar e 100 cv  

As motos foram o enfoque da Honda até o final da década de 1950, quando Soichiro decidiu dedicar-se aos automóveis. Vieram então os protótipos X170 e X190 e, em 1962, o utilitário leve T360 e o roadster S360, com motor de apenas 360 cm³ (leia história). Cinco anos mais tarde, a fábrica de Suzuka passava a construir um carro pequeno, o 1300.

Com motor de 1,3 litro arrefecido a ar, era disponível como sedã quatro-portas e como cupê. O primeiro lembrava o Fiat 124 com suas linhas retas, enquanto o outro exibia formas alongadas e elegantes, com quatro faróis circulares (em vez de dois) e um "bico" acentuado na divisão central da grade. Com apenas 3,85 metros de comprimento e 860 kg de peso, tinha rendimento expressivo: 100 cv a 7.200 rpm (potência específica de 77 cv/l), regime muito acima do usual em automóveis na época.

O Civic de primeira geração, em 1972: duas ou três portas, motor transversal, tração dianteira, linhas modernas para a época

Era uma antevisão do sucesso que não demoraria a nascer: o Civic.

A primeira geração   Com um nome que significa cívico em inglês e que tem a curiosidade de ser um palíndromo (pode ser lido de trás para frente sem mudar o sentido), o Civic começava a ser produzido na fábrica japonesa de Suzuka em julho de 1972. Era um dois-volumes ainda menor que o 1300, com comprimento de apenas 3,55 metros e distância entre eixos de 2,20 m. Continua

Carros do Passado - Página principal - e-mail

Data de publicação: 1/11/03

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados