Consultório de Preparação


por Iran Cartaxo


Gol GTI 16V vira um bólido com 2 kg/cm2!


Gostaria de saber como ficaria o meu Gol GTI 16V com 2 kg/cm² de turbo.

Rafael Rabelo
val@gold.horizontes.com.br
Belo Horizonte, MG



Simular uma preparação deste nível tem um caráter mais próximo da curiosidade. Um carro de desempenho elevado como o Gol GTI 16V jamais exigiria essa pressão de turbo para atender às solicitações de seu proprietário, salvo para provas de arrancada ou para um improvável "racha" ao lado de Ferrari, Porsche e Corvette.

As curvas de potência (as mais altas) e de torque estimadas para o Gol GTI 16V original (em azul) e a álcool com turbo a 2 kg/cm2 (em vermelho)

Clique aqui para ver as curvas de potência e torque ampliadas


Um veneno como este demandaria um verdadeiro reprojeto do carro, desde a mudança de combustível até o câmbio, passando por suspensão, freios, rodas e pneus (clique aqui para saber mais). Seria preciso adotar componentes de competição e peças importadas por todo o carro, enrijecer a suspensão a um ponto intolerável para o uso cotidiano e utilizar pneus de perfil bastante baixo, para manter um perímetro próximo ao original (clique aqui para saber por quê).

Mesmo assim o resultado seria temeroso: é provável que o GTI não conseguisse transmitir ao solo tamanha potência, tampouco coordená-la com segurança nas curvas ou dissipá-la numa freada de emergência. Há também a dificuldade de encontrar um kit turbo para o motor 16V, assim como a pequena experiência dos preparadores com este motor. Até o excessivo alongamento de transmissão necessário (veja a tabela) demonstra a inviabilidade da operação.

A título de curiosidade, porém, simulamos o desempenho hipotético de um Gol GTI 16V com turbocompressor a uma pressão de 2 kg/cm², intercooler, trabalhando com álcool e com a taxa de compressão reduzida em 1,5 ponto. Confira:

  Original Turbo a 2 kg/cm2
Potência máxima 141 cv 417 cv
Rotação de potência máxima 6250 rpm 6100 rpm
Velocidade máxima 204 km/h 293 km/h
Rotação à velocidade máxima 6530 rpm 9400 rpm
Aceleração de 0 a 100 km/h 9,0 s 4,2 s
Torque máximo 17,8 mkgf 52,6 mkgf
Rotação de torque máximo 4500 rpm 4250 rpm
Alongamento recomendado na relação de transmissão - 54,4 %
Aumento recomendado na injeção de combustível - 166,7 %
Aceleração longitudinal no interior do veículo 0,69 g 1,47 g
A margem de erro é de 5% (para cima ou para baixo), considerando-se instalação bem-feita. Calculamos a aceleração de 0 a 100 km/h e a aceleração longitudinal máxima (sentida no interior do automóvel) a partir da eficiência de transmissão de potência ao solo do carro original. Para atingir os resultados estimados pode ser necessária a recalibragem da suspensão, reforços no monobloco e/ou o emprego de pneus mais largos. A velocidade máxima estimada só será atingida com o ajuste recomendado da relação final de transmissão. Os resultados de velocidade são para velocidade real, sem considerar eventual erro do velocímetro. A rotação à velocidade máxima é calculada considerando a relação atual de transmissão.
Algoritmo de simulação de preparação de motores desenvolvido pelo consultor
Iran Cartaxo, de Brasília, DF.


Se estiver mesmo disposto a levar adiante a preparação, Rafael, os postes que saiam da frente!



Volta ao Consultório de Preparação

Volta à página principal