Best Cars Web Site

por Iran Cartaxo

Mitsubishi Eclipse: nitro e mais pressão no turbo


Gostaria de saber o que pode ser feito no Eclipse GST 1995 para melhorar sua performance. Quanto posso colocar a mais de pressão no turbo? A troca do filtro de ar melhora?

Roger Ambrosio
globop@uol.com.br
São Paulo, SP


Para envenenar um carro como o Eclipse GST é preciso encontrar um preparador com experiência e disposição de fazê-lo. A preparação de um carro deste tipo sempre é cara, pode exigir a importação de peças e requer muita capacidade para que evitar que uma pequena imprudência resulte num prejuízo de milhares de reais.

A receita mais barata e mais simples, mas que traz os maiores incômodos ao motorista, é a adaptação de um kit de óxido nitroso. O kit completo instalado para o Eclipse sai por volta de R$ 1.500, mas tem os inconvenientes da pequena autonomia do cilindro de gás e da cara recarga do mesmo. Existe também o maior desgaste a que o nitro submete o motor, quando comparado a uma preparação equivalente de outra natureza.

As curvas de potência (as mais altas) e de torque estimadas para o Eclipse GST original (em azul), com pressão de 1,3 kg/cm2 (em rosa), com óxido nitroso (em verde) e com pressão de 1,6 kg/cm2 (em vermelho)

Como o Eclipse GST já é equipado com turbocompressor, uma opção relativamente simples é o aumento da pressão de operação do sistema. Com o remapeamento da central de injeção, e contando com a taxa de compressão já baixa deste motor, pode-se chegar a 1,3 kg/cm² de pressão sem riscos, desde que o remapeamento seja bem-feito. É possível utilizar pressões maiores, mas deve-se então reduzir a taxa para evitar a detonação.

Simulamos a adaptação do kit nitro de 70 cv; o aumento da pressão do turbo para 1,3 kg/cm², com o devido remapeamento; e o aumento da pressão do turbo para 1,6 kg/cm², com redução da taxa de