Best Cars Web Site

Logo quando eu mais preciso

Por que as companhias de seguro rejeitam
esportivos, picapes e motos de baixa cilindrada?

por Luís Perez

Por mais que costume evitar a fórmula fácil do maniqueísmo na hora de comentar questões ligadas à defesa do consumidor, é impossível não se revoltar quando o assunto é seguro de automóveis. Há arraigada uma imagem segundo a qual as grandes corporações (aí incluídas fábricas) são grandes vilãs que pouca bola dão à fidelização dos clientes – algo que está mudando, não porque elas ficaram boazinhas, mas porque existe uma hiperconcorrência.

Mas alguém já tentou fazer seguro de uma moto de baixa cilindrada? Ou de um carro “esportivado”? Sim, qualifico assim bichos com aquelas siglas das mais esquisitas que vivem mudando, como GTI, GSI, G não-sei-o-quê... Ou de esportivos puro-sangue? Ou ainda de picapes movidos a diesel (um motor que desperta interesse dos ladrões por motivos diversos, do valor das peças de reposição ao possível uso em embarcações para transportes ilícitos)?

A maioria das companhias ou coloca preços proibitivos (caso dos automóveis e dos picapes), para não dizer que não topam o negócio, ou simplesmente não aceitam proteger o bem. Uma Honda C100 Biz zero-quilômetro já passa dos R$ 4.000, um prejuízo nada desprezível sobretudo para um motoqueiro que tem nela seu ganha-pão. Desculpe, esqueci que seguro é para quem se diverte, não para quem trabalha...

Para que serve o seguro se, quando eu mais preciso, ele simplesmente não existe? Ora, anos atrás não havia o famoso perfil do consumidor. Seguro era um luxo, coisa para poucos. Algo em torno de 10% do valor do veículo. Hoje, toda vez que vou fazer uma reportagem sobre o tema e pergunto o valor médio do seguro (eu disse MÉDIO!) uma resposta recorrente (que aliás devo escutar umas 20 vezes ao dia, em relação aos mais diversos temas) é: “Ah, varia muito”.

Esse famigerado “varia muito” serve desde quando se pergunta sobre o consumo médio de um automóvel (“Ah, varia muito, depende de quem e onde dirige etc.”) até o que horas são agora (“Ah, varia muito, em que país?”). No caso dos seguros, varia em favor da seguradora. Se você não usa o carro para trabalhar, não sai à noite, deixa seu carro sempre dentro da garagem (ah, eles verificam isso, bem como o CEP) e (pasme!) é casado (sim, solteiros costumam ser irresponsáveis, não é mesmo?), você paga menos pelo seguro. Ai de você caso seja roubado e a companhia descobre que se separou!

Hoje seu preço médio (sim, sou simplista) está em 7%. Quem instala determinados modelos de rastreador ganha um desconto. A evolução dos cálculos atuariais, em conjunto com a indústria do medo, fez com que cada pessoa possa ter o seguro de seu automóvel personalizado.

Em paralelo, há uma indústria da fraude – cerca de um terço dos sinistros (danos), de acordo com os cálculos das seguradoras, são provenientes de fraude. Adiantam-se em dizer que quem paga a conta somos nós, que contratamos seguros. Nós quem, cara-pálida? Conheço gente que não está nem aí. Por ter vários carros, simplesmente não põe nenhum no seguro e ri de orelha a orelha todo ano ao ver o quanto economiza com isso.

Que tal refazerem as contas, ratearem os custos desses veículos “proibidos” do seguro e me respeitarem como consumidor? Ah, vai ficar caro, inviabilizará o negócio dos seguros (uma conversa que lembra muito a dos planos de saúde)? Com o perdão do maniqueísmo, eu vejo como essas empresas vão mal toda vez que passo em frente a um prédio reluzente de seguradora. Desse jeito, o seguro vai morrer de velho. E nós, de raiva.

 



O entrevistado da semana é inusitado: não dirige (tem verdadeiro pavor), mas conta altas histórias sobre automóveis e comportamento humano. Pudera. Depois de anos sendo repórter de política, resolveu ganhar a vida como escritor – e se deu muito bem. Com você, o guru dos relacionamentos Xico Sá. Continua

Roda e avisa
Cearense africano - A Troller vai montar seus veículos em Angola, na África, a partir de março do próximo ano. De imediato, a fábrica cearense exportará os modelos T4 já prontos.

Cearense no salão - O picape Troller Pantanal já tem, enfim, data certa para ser lançado: o Salão do Automóvel. A exposição será de 21 a 31 de outubro, das 13h às 22h (no dia de encerramento, das 11h às 19h), no Pavilhão de Exposições do Anhembi.

Troca de guarda - Sai da presidência da DaimlerChrysler do Brasil o executivo Bem van Schaik, sendo substituído por Gero Herrmann, que exercia a função de vice-presidente da empresa.

Velocidade - A Renault do Brasil está patrocinando o Centro de Pilotagem Roberto Manzini, que tem cursos de pilotagem esportiva, direção preventiva, formação de motoristas com dificuldade de adaptação ao trânsito, entre outros. Tel. (11) 5667-5353.

Ford em alta - No último mês, a marca registrou 15.380 veículos, de acordo com o Renavam. Esse volume representa um crescimento de 4,7% em relação ao mês anterior e supera em quase o dobro o desempenho total da indústria, que avançou 2,4%.

Ka entre nós - O modelo da Ford que mais cresceu foi o Ka, com 37%, somando 2.319 unidades. O Focus registrou 1.688 unidades, crescimento de 26%.

Aprendizes 1 - A Escola Politécnica da USP (Universidade de São Paulo) participa do programa de educação da General Motors University, voltado para os funcionários, de todos os países onde a empresa atua. Os seminários e cursos são em geral realizados pela internet.

Aprendizes 2 - O programa foi implementado na General Motors do Brasil em 2003, quando a fábrica firmou acordo de parceria com a USP. Já há dois cursos disponíveis: criatividade e engenharia do valor.
 
Shopping
Luz, câmera... - Lançamento da JVC é indicado para levar a viagens: é a filmadora GR-SXM 279, que inclui monitor colorido de 2,5 polegadas. Vem com bolsa para transporte. Preço: R$ 1.899.

Aventura - Nestes dias em que tanto se fala de aventura sobre rodas, nada como usar, para comunicação, um Par Talk About Motorola T-4525. Tem alcance de três quilômetros em campo aberto. Custa R$ 199.

Colunas - Página principal - Escreva-nos - Envie por e-mail

Data de publicação: 10/8/04

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados