Best Cars Web Site

Almoço grátis? Onde?

Automóveis a "preço de fábrica" e com "juro zero"
são ofertas que ofendem nossa inteligência

por Luís Perez

Vi dia desses na TV um anúncio de concessionária ou feirão, sei lá. Seu maior apelo era mostrar as notas fiscais da fábrica, alardeando: “Confira na nota, é preço de fábrica!”. Como brasileiro adora uma Lei de Gérson (pobre do jogador, fez um comercial de cigarro em que dizia que era preciso “levar vantagem em tudo, certo?” e ficou com a pecha), aposto que muita gente foi correndo às lojas no dia seguinte.

Imaginemos que era mesmo preço de fábrica, de custo. A empresa gasta X para fabricar o automóvel, e a concessionária o vende pelo mesmo valor X. Alguém está perdendo dinheiro nesse processo. Salvo engano, o sistema econômico no Brasil é o capitalismo – baseado na propriedade privada dos meios de produção, em que o objetivo é o lucro. Sem essas características, nada feito.

Tomemos como exemplo que o amigo leitor tenha acabado de perder o emprego na revendedora de automóveis do bairro. Saiu xingando o patrão, chamando-o de malvado, ambicioso, mau-caráter? Em vez disso, que tal parar e refletir? Como naquele mês o lucro foi zero, os custos fizeram a contabilidade da empresa fechar no vermelho, e a única alternativa foi enxugar a folha de pagamentos.

E então? Você continua achando que está tudo bem em comprar “direto da fábrica”? Antes que comecem a chover os e-mails me chamando de simplista, pelego (por defender os interesses dos poderosos empresários da indústria e de suas concessionárias) e afins, vou esclarecer: é óbvio que estou exagerando, até por razões pedagógicas. Claro que existe uma política de bônus bancada pelo fabricante, assim como há jogos de cena e margens de negociação por parte de quem vende.

Acontece que muita coisa tem mudado nas autorizadas. Visitei algumas delas no meio da semana e simplesmente não havia mais do que um ou dois vendedores para me atender. Vira um círculo vicioso – mal ou não atendido, vou embora e não volto. Claro que os donos das revendas não estão morrendo de fome. Em todos os campos, porém, vemos profissionais que deveriam ser “ponta de lança” (em postos-chave e/ou que representam a empresa diante do público) que não o são. Simplesmente não sabem lidar com pessoas.

Mania de “chorar” o brasileiro já tem. Quando o Renault Clio foi lançado, em novembro de 1999, com o trunfo de ser o primeiro modelo 1,0-litro com bolsas infláveis de série, comentei com um diretor (francês) da fábrica: brasileiro tem o hábito de pedir determinados itens que depois farão o carro custar mais caro, enfim, chegar a um preço além do que ele está disposto a pagar. Sua resposta foi na lata: “Ora, eu, você e todo mundo sempre queremos levar mais por menos, não é verdade?”

Pode até ser. Quando fingimos ser espertos, no entanto, é a nossa inteligência que está sendo ofendida. Por que falar em preço de fábrica em um sistema capitalista? E em juro zero no país que tem uma das mais altas taxas do mundo? Bolas, quem capta dinheiro no mercado a ponto de depois conseguir praticar juros (que nada mais são do que a remuneração do dinheiro) nulos? Dê-me o endereço desse banco.

Ou faça como eu: pechinche. Se estiver sem paciência, pergunte logo de uma vez (como faço com administradoras de cartão que querem cobrar anuidades absurdas): qual é o preço mínimo que você faz, para não perder a venda/o cliente? Simplesmente porque a regra básica é que alguém sempre vai pagar a conta. Não existe almoço grátis.

Roda e avisa
Afinal automático - A Renault enfim oferece a opção de câmbio automático para o Mégane Sedan Privilège. É o último da categoria de sedãs médios a ganhar esse recurso, que já domina cerca de 70% das vendas do concorrente mais vendido, o Corolla.

VW invade Irã - Uma linha de montagem será construída até o fim deste ano na Zona Econômica Especial Arg-e-Jadid, próxima da cidade de Bam (distante 1.270 km da capital do Irã, Teerã), com capacidade de produzir mais de 20 mil veículos por ano. Assim, o Gol brasileiro começa a ser montado em dezembro. Será enviado daqui completamente desmontado.

Curso 1
- A concessionária Sabrico (Volkswagen) vai realizar neste mês o curso Mecânico Amador, na unidade da Marginal Tietê. Os dias exatos ainda serão definidos. Informações pelo tel. 0800-173824 ou e-mail sac@sabrico.com.br.

Curso 2 - O treinamento é gratuito e aberto a todos os interessados (a revenda fala apenas em clientes da Sabrico). No programa estão noções básicas sobre as principais características técnicas de um veículo, como motor, câmbio, suspensão, direção e freio.

Não é o que parece - Este colunista conheceu na última semana uma garota de 27 anos, dona de um VW Fox prata. Quando a garota estacionou seu carro, este jornalista logo pensou: "Que decepção, mais uma pessoa que coloca engate para se defender..." Pois ela é civilizada: usa o engate para levar reboque.
 
Shopping
Panos úmidos 1 - A Autoshine lançou na última semana uma linha de panos umedecidos com Limpa Vinil, Limpa Vidros e Limpador Multiuso, em embalagem plástica com 30 unidades.

Panos úmidos 2 - Os panos umedecidos servem para retirar a sujeira urbana, além de conservar algumas partes do automóvel. O Limpador Multiuso é recomendado para a limpeza mais pesada de plásticos, pintura, cromado, vinil e vidros, removendo inclusive lama e graxa. O Limpa Vinil destina-se às partes internas do veículo, como console e bancos. Os preços médios sugeridos são de R$ 8.

Colunas - Página principal - Escreva-nos - Envie por e-mail

Data de publicação: 6/7/04

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados