Best Cars Web Site

Fox, Focus, Fit, Fiat... furo?

O novo carro da Volkswagen já tem nome faz tempo.
E quem publicou a informação em primeira mão?

por Luís Perez

"A vida inteira que poderia ter sido e que não foi."
Manuel Bandeira (1886-1968), no poema Pneumotórax


Fox. Até que enfim, o mistério está desfeito. Será esse o nome do novo carro da Volkswagen. Comecemos, pois, as digressões.

Dá-me um frio na espinha pensar na antítese para a epígrafe que abre esta coluna. A biografia de Roberto Marinho, que poderia não ter sido – e que foi. A propósito, não havia citado, até agora, a morte do jornalista, que ocorreu no último dia 6. Achei sintomático que muitas das personalidades escaladas para comentar sua trajetória tenham se lembrado da integração do Brasil, o fato de a Rede Globo estar em 99% dos lares com TV, etc.

Com todas as críticas que se há de fazer em relação a certas decisões que o empresário tomou, imagine os tele jornalismo e dramaturgia sem essa rede. Estaríamos condenados aos enlatados ou pura e simplesmente aos programas de baixaria? Ou estou falando bobagem, pois ele fez parte de um processo – e outro alguém teria produzido sua obra?

Outro dia, tomava café numa padaria e alguém comentou: "Se não fosse o Collor, a gente não estaria convivendo com esses carrões importados". Eis o perigo: confundir o processo, os processados e os processantes. No caso da Globo, onde estariam os atores que produzem obras de altíssima qualidade ou os jornalistas que chegam a nos orgulhar da profissão?

É gratificante trabalhar em um lugar em que se pode praticar um jornalismo independente, onde se cumpre o exercício de informar (cada vez mais uma prerrogativa dos meios eletrônicos) e de analisar, "traduzir" (vocação dos impressos) os fatos. É no mínimo um equívoco, quando esse trabalho é bem-feito, dissociá-lo do mercado, que afinal dá sustentação aos meios de comunicação sem, teoricamente, contudo, tentar exercer pressões políticas, procurar influir no conteúdo.

Começaram a chegar às bancas no último sábado as revistas mensais especializadas em automóveis, revelando o nome do Fox, um dos mais bem guardados segredos da indústria automobilística nos últimos anos. De quem é o furo? De ninguém. Nós, os segredeiros de plantão, perdemos a caça à raposa. Talvez matando essa charada tivesse sido mais fácil.

O furo hoje foi de quem a fábrica, que gasta alguns milhões de dólares na estratégia de marketing, quis. Como sempre acontece, a informação foi passada primeiro para as revistas, pois elas requerem mais tempo de produção (entre 10 e 15 dias). Jornais (exceto os cadernos específicos, que precisam de três ou quatro dias), rádio, TV e internet, que podem publicar a informação se não imediatamente, no máximo no dia seguinte, receberam um e-mail "mágico" em suas caixas postais na tarde do último domingo.

Pode escrever: o nome Fox será repetido à exaustão nos próximos dias. Mas por que Fox? Pesquisas? Não lembra Focus, aquele que é da Ford? Do mesmo jeito que Fit, o da Honda, lembra Fiat? Foi furo? Faça-me o favor!

Já foi tema de editorial do BCWS a questão do embargo (pedido que a publicação de informação seja feita após determinada hora ou data). Mas o que se coloca aqui é muito mais do que isso. Vai parecer um carcomido discurso neoliberal, mas o que vai ditar a independência dos meios a não ser o mercado? E todos os indicadores mostram que ele existe.

E agora vai parecer discurso idealista, mas a concorrência pelo furo, para saber que meio vai publicar primeiro determinada informação, existe sim. Tem de existir. Que fique claro: não estou falando aqui simplesmente do nome de um carro, isso é só um exemplo. Acontece que a divulgação de certas informações pode modificar a opção de compra de milhares de pessoas. Pode significar milhões de prejuízo num ramo em que vender é matar um leão por dia. Continua

Roda e avisa
Tudo ao mesmo tempo agora - É possível topar a qualquer momento com a nova picape Corsa pelas ruas de São Paulo. O modelo terá motor 1,8-litro e muito provavelmente será um carro flexível em combustível. A Meriva com o mesmo recurso deve chegar junto.

Monovolumes - As minivans pequenas, como Honda Fit e Chevrolet Meriva, já estão roubando mercado das médias, Renault Scénic, Citroen Picasso e Chevrolet Zafira. Igualmente versáteis, elas pesam menos no bolso.

Visual renovado - O Ford Focus 1,6 que deve chegar às concessionárias em outubro não terá apenas preço mais atraente e motor diferente. O médio ganha nova grade, semelhante à do novo Fiesta (tipo colméia).

Na estrada de Santos - O Salão das  Duas Rodas, que acontece de 14 a 19 de outubro, das 14h às 22h, estará em novo endereço. Em vez do Anhembi, o evento acontece no pavilhão Imigrantes (zona sul de São Paulo). Informações: www. salaoduasrodas. com.br ou pelo tel. (11) 3816-2227.

Otávio Nakajima - Acontece no próximo domingo a 500 Quilômetros de Interlagos. O apresentador de TV Otávio Mesquita apresentou no início desta semana seu Porsche 911 GT3 preparado, que desenvolve 450 cv e chega a 255 km/h.

Colunas - Página principal - e-mail

Data de publicação: 26/8/03