Best Cars Web Site
Carros do Passado

Dodge, o pioneiro   A primeira fábrica a aproveitar essa possibilidade foi a Chrysler. Em 1976 a divisão Dodge lançava o Street Van, um furgão esportivo, e anunciava que outros utilitários seguiriam a tendência. Em 1978 chegava o Li'l (Little) Red Truck, ou caminhãozinho vermelho. Era uma série limitada de picapes esportivos e, como se presume, essa era a única opção de cor. As portas traziam a inscrição Express, como nos veículos de serviço de transporte rodoviário rápido em rotas diretas, as "linhas vermelhas".

Pneus largos, escapamentos verticais atrás da cabine, muitos cromados: o Little Red seguia os conceitos da época para um picape personalizado

Baseado em um D-150 Adventurer de entreeixos curto e caçamba stepside (estreita e com pára-lamas salientes), tinha um V8 de 360 pol3 (5,9 litros) da família LA -- a mesma do 318, de 5,2 litros, bem conhecido por sua utilização nos Dodges nacionais. Similar ao do sedã Aspen de especificação policial, sem catalisador e com carburação quádrupla ThermoQuad de 850 pés3/min, era capaz de produzir 225 cv de potência e 40,7 m.kgf de torque (valores brutos).

Com transmissão automática LoadFlite, de três marchas e elevado estol, e eixo traseiro com diferencial autobloqueante, o Little acelerava como gente grande: de 0 a 96 km/h (60 mph) em 8,2 segundos e quarto-de-milha (0 a 400 metros) em 14,7 s, apesar dos 1.750 kg de peso. A revista Car and Driver o comparou, em novembro de 1977, a sete automóveis esportivos da época. O único mais rápido de 0 a 176 km/h (110 mph) foi o Corvette (de mesma potência), em 27,5 segundos, ante 28,8 do Dodge. Porsche 924, Pontiac Firebird Trans Am e Chevrolet Monza Spyder ficaram para trás.

A caçamba stepside e os apliques de madeira tinham seu charme, mas bonito mesmo era ver o V8 de 5,9 litros despejando cavalos no asfalto

Largos pneus em rodas de 15 pol, com tala 8 pol à frente e 9 pol atrás, ajudavam a mantê-lo na trajetória durante as curvas. A decoração era típica da época, com cromados abrangendo os escapamentos (verticais, atrás da cabine, como em certos caminhões) e os estribos da caçamba, além das tampas de válvulas e do filtro de ar. Nas laterais e tampa da caçamba eram usados apliques de madeira, talvez os últimos em um veículo de Detroit.

Apenas 2.188 Little Reds foram fabricados em 1978. No ano seguinte a grade era remodelada para incluir faróis duplos, as rodas passavam todas a 8 pol e o motor ganhava dispositivos antipoluentes, diminuindo a potência. Outros 5.118 foram feitos em 1979, último ano de sua produção. A festa parecia ter acabado -- mas só parecia.

O Dakota marcou o retorno de Shelby, famoso pelo Cobra e os Mustangs,
à tração traseira, cada vez mais rara nos carros americanos na década de 1980

Com o dedo de Shelby   O texano Carroll Shelby dispensa maiores apresentações: basta citar algumas de suas criações, o roadster Cobra e os Mustangs GT 350 e GT 500, para atestar sua aptidão em transformar modelos pacatos em ferozes devoradores de asfalto. Em 1989, após um jejum de uma década de motores "amarrados" pelas normas antipoluição nos EUA, a Chrysler anunciava um sucessor para o Li'l Red Truck: o Dodge Shelby Dakota. Continua

Carros do Passado - Página principal - e-mail

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados