Best Cars Web Site
Apresentação

Opção pelo convencional

Clique para ampliar a imagem

O Citroën C5 perde a quinta porta e torna opcional a
suspensão hidropneumática, mas ganha em estilo

Texto: Fabrício Samahá - Fotos: divulgação
Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Sete anos depois da primeira geração, que sucedeu ao Xantia, o Citroën C5 tem revelado seu segundo modelo. Projetado sobre a plataforma do C6, impressiona pela harmonia de linhas: não é sempre que a marca francesa, ousada por natureza, consegue tal equilíbrio de estilo.

Mudança expressiva é o abandono da quinta porta em favor de uma tampa convencional de porta-malas. Isso levou a um destaque ao terceiro volume, antes mais curto. Na perua Break, as lanternas traseiras verticais em forma de parênteses do modelo anterior deram lugar a unidades convencionais. Pode-se argumentar que o desenho do novo C5 — diretamente derivado do exibido em setembro, no Salão de Frankfurt, pelo conceito C5 Airscape — tem menos identidade que o anterior, mas a nosso ver o saldo é positivo.

Com 4,78 metros de comprimento (4,83 m na perua Break), 1,86 m de largura, 1,45 m de altura e 2,82 m de distância entre eixos, o C5 está entre os maiores carros do segmento, que inclui Ford Mondeo, Volkswagen Passat, Renault Laguna e outros médio-grandes europeus. O interior tem formas menos ousadas que as do C4 ou as do C6, com instrumentos à frente do motorista, mas adota um novo padrão de mostradores (com o ponteiro visível pela parte externa da curva) e o volante de cubo fixo que estreou no C4.

A Citroën oferecerá sete motores, que não trazem novidades. Os três a gasolina são 1,8-litro de 127 cv, 2,0 de 143 cv e 3,0 de 215 cv, este um V6. A diesel são quatro opções: 1,6 de 110 cv, 2,0 de 138 cv, 2,2 biturbo de 173 cv e V6 2,7 biturbo de 208 cv. Nas suspensões (dianteira por braços sobrepostos, traseira multibraço), a novidade é a opção de molas convencionais de aço, para redução de custo, sendo o sistema hidropneumático opcional.

Auxílios ao motorista estão por toda parte: medidor de tamanho de vaga para estacionar (avisa se o espaço for muito grande ou insuficiente), comando elétrico do freio de estacionamento, assistência na saída em aclives (impede o recuo do carro), massageador no banco do motorista, localização do veículo por GPS para envio de socorro se necessário, faróis de xenônio com facho autodirecional, alerta para mudança involuntária de faixa da estrada. E há até nove bolsas infláveis: duas frontais, duas laterais dianteiras e duas traseiras, duas cortinas para a área lateral de vidros e uma para os joelhos do motorista.

Clique para ampliar a imagem Clique para ampliar a imagem

Página principal - Escreva-nos - Envie por e-mail

Data de publicação: 18/10/07

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados - Política de privacidade