Best Cars Web Site
Apresentação

Revelado o sucessor do Xsara

Clique para ampliar a imagem

Duas versões de carroceria, requintes internos e inovações
em segurança marcam o C4, novo médio da Citroën

Texto: Fabrício Samahá - Fotos: divulgação
Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Parte dele já se conhecia pelo cupê C4 Sport, conceito revelado em março no Salão de Genebra, mas faltava ver a versão de cinco portas, a mais importante em termos de vendas. A Citroën acaba de revelar ambas as opções do C4, sucessor do Xsara lançado em 1998, cuja denominação segue o padrão de letra e número já adotado em todo o restante da linha de automóveis (C2, C3, C5 e a minivan C8).

A marca optou por desenhos bem diferentes nas traseiras do cinco-portas e do cupê. No primeiro as lanternas estendem-se pelas colunas e as formas são arredondadas, enquanto no outro é usada uma seção translúcida abaixo do aerofólio, ao estilo do Mercedes-Benz Sport Coupé (e do Honda CRX dos anos 1980, que lançou o estilo), um modo de elevar a traseira sem comprometer tanto a visibilidade. O Cx de ambos é de 0,28, o melhor da categoria. A vista lateral, em especial no cinco-portas, evidencia o ar de família com o C3 no arco formado pelo teto.

Os maiores destaques do C4, a ser lançado em setembro no Salão de Paris, estão no interior. O volante concentra os comandos em torno de sua almofada central, que é fixa, e os instrumentos digitais estão, como nas minivans da Citroën, no centro do painel. Sua luminosidade se ajusta conforme a do ambiente, para fácil leitura. Há duplo ajuste do ar-condicionado, telefone integrado e até um difusor de fragrância para perfumar o ambiente.

Segurança, como tem sido habitual em todas as marcas, é um ponto alto. O C4 adota pela primeira vez um sistema que alerta (fazendo vibrar um dos lados do banco) que o motorista cruzou uma faixa da estrada sem acionar as luzes de direção, o que pode indicar sonolência ou desatenção. Outros recursos são faróis com lâmpadas de xenônio em ambos os fachos e controle direcional, vidros laterais laminados (que reduzem o nível de ruído), monitor da pressão dos pneus e limitador de velocidade.

Serão oferecidos cinco motores a gasolina, de 1,4 a 2,0 litros, com potência entre 90 e 180 cv, além de três turbodiesel de 92 a 138 cv. O C4 é cotado para produção na Argentina em 2006, como o BCWS revelou há pouco (leia segredo), o que nos traz esperança de que possa vir ao mercado brasileiro. Uma versão perua certamente está nos planos da Citroën, já que os europeus não abrem mão desse formato, mesmo com a disseminação das minivans.

Página principal - Escreva-nos - Envie por e-mail

Data de publicação: 15/7/04

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados