Best Cars Web Site
Apresentação

Menor, mas um legítimo BMW

Clique para ampliar a imagem

A marca bávara revela seu Série 1, um hatch da classe
do A3, só que com tração traseira e... estilo polêmico

Texto: Fabrício Samahá - Fotos: divulgação

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

Clique para ampliar a imagem

O estilo vai gerar nova divisão de opiniões, mas o interior e a mecânica do Série 1 não despertam críticas: fartos equipamentos de conveniência e segurança e motores de até 163 cv, que ainda devem receber adições

O prazer de dirigir sempre associado à BMW, em um tamanho menor, para quem aceitar sua proposta de estilo: eis uma boa definição para o Série 1, o menor modelo da marca da Bavária nas últimas décadas, que terá lançamento oficial no Salão de Paris e chega ao mercado europeu no último trimestre.

Trata-se de um hatch de cinco portas e 4,23 metros, o porte de um Audi A3, que será seu mais direto concorrente. Exclusiva na categoria será a tração traseira, no melhor estilo da marca, para assegurar comportamento estável e diversão para o entusiasta. Por causa dela o capô é longo e a cabine recuada, o oposto do que se tem visto na categoria.

Como vários BMWs recentes, o Série 1 aposta em um desenho controvertido, com curvas e arestas em contraste, uma área em recesso nas laterais, faróis e lanternas de formato irregular. Agrada? Não muito em nossa opinião, mas gosto é sempre pessoal. O fato é que Chris Bangle, o projetista da marca que alguns adoram e outros odeiam, fez questão (mais uma vez) de gerar polêmica.

A carroceria tem ótima aerodinâmica (Cx 0,29), mas o porta-malas é modesto, 330 litros, assim como não se espera grande espaço no banco traseiro. Por outro lado, a técnica é primorosa: suspensão dianteira com braços de alumínio, traseira multibraço, seis marchas nos câmbios manual (exceto no motor básico) e automático, rodas de 16 pol, pneus que podem rodar vazios.

Por enquanto, apenas motores de quatro cilindros serão oferecidos. A gasolina são o 116i (1,6 litro, 115 cv de potência, 15,3 m.kgf de torque, máxima de 200 km/h) e o 120i (2,0 litros, 150 cv, 20,4 m.kgf, 217 km/h); turbodiesel, o 118d (2,0 litros, 122 cv, 28,5 m.kgf, 201 km/h) e o 120d (mesma cilindrada, com 163 cv, 34,6 m.kgf e 220 km/h). Sinal dos tempos: o mais potente e veloz é a diesel. Mas é natural que mais tarde surja um esportivo com mais de 200 cv -- quem sabe reeditando a sigla M1, do carro esporte de 1979.

Em termos de segurança, o Série 1 terá controles de tração e estabilidade, bolsas infláveis laterais inferiores e superiores, faróis de xenônio (alto e baixo) e uma luz de freio em dois estágios, que se acende com diferente intensidade entre uma frenagem moderada e outra intensa. O pacote de conveniência é farto: acesso ao interior sem chave, partida por botão, protocolo Bluetooth para comunicação via celular, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro e acionamento dos sistemas de áudio e navegação por voz ou pelo comando integrado iDrive.

Página principal - Escreva-nos - Envie por e-mail

Data de publicação: 24/3/04

© Copyright - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados