Best Cars Web Site
Apresentação

Um Hummer mais civilizado

Nem baby, nem júnior: o H2 é mais prático e
confortável, mas mantém a valentia do irmão maior

Texto: Fabrício Samahá - Fotos: divulgação

A primeira coisa que se deve aprender a respeito do novo utilitário da General Motors nos Estados Unidos é não chamá-lo de baby-Hummer, Hummer-júnior ou algo similar. "Não há nada de pequeno ou juvenil nele", enfatiza o material de imprensa da marca sobre o H2 -- apresentado como carro-conceito no Salão de Detroit de 2000 e que em breve estará assustando velhinhas e causando euforia nas crianças pelas ruas americanas.

Menor, mais leve e mais civilizado que o H1 -- o Hummer tradicional, nascido para a guerra e que ganhou projeção com o conflito no Golfo Pérsico, uma década atrás --, o H2 pretende conquistar um público mais jovem e as mulheres. Ele permanece um fora-de-estrada sério, sem concessões ao uso urbano que possam comprometer sua valentia, mas ganhou um interior confortável e menores dimensões para caber nas vagas de estacionamento dos shoppings.

A identificação do H2 com o Hummer tradicional, H1, é imediata: linhas retas e agressivas, rodas enormes e vidros tão pequenos e verticais quanto os de um veículo militar

Parte desse conforto virá de uma ampla gama de acessórios -- cerca de 40 -- disponíveis na rede GM, marca que hoje detém a produção e venda dos Hummers. Eles vão de revestimento em couro a uma suspensão especializada para o fora-de-estrada. Os bancos possuem ajuste elétrico e memória no do motorista; aquecimento é disponível para esses bancos e os assentos da segunda fileira quando revestidos de couro. A terceira fileira é opcional. O ar-condicionado pode manter temperaturas distintas à esquerda e à direita e o teto solar é o maior que a GM oferece.

O motor é o GM Vortec V8 de 6,0 litros, com 325 cv de potência e 53,2 m.kgf de torque máximo, acoplado a uma transmissão automática de quatro marchas. O sistema de tração integral Borg-Warner distribui o torque à proporção de 40% à frente e 60% à traseira em condições normais de aderência, podendo fixá-la em 50/50, reduzir a relação final em 2,64:1 ou bloquear os diferenciais se necessário.

No interior, elementos ousados e itens de requinte como sistema de áudio Bose, ajuste elétrico dos bancos e ar-condicionado com opção de temperaturas distintas para esquerda e direita

Os Hummers nunca abdicaram da técnica sofisticada, desde que fosse aplicada para superar obstáculos. No H2 há sistema antitravamento dos freios (ABS) e um controle de tração (TCS) que permite continuar rodando mesmo com aderência em apenas uma roda. A função TC2 o faz tolerar certo deslizamento dos pneus, de modo que o sistema não impeça o tráfego pela areia, por exemplo.

Como seu irmão maior, o H2 tem as rodas posicionadas nos extremos: a distância entre eixos de 3,11 metros supera em 18 cm a de um Chevrolet Tahoe, enquanto o comprimento total de 4,82 metros é 23 cm menor que o do Tahoe. A bitola é igualmente avantajada, 1,76 metro. O sistema de compressor de ar, que habilita o motorista a controlar a pressão dos pneus a bordo, também veio do H1, mas há uma nova suspensão traseira a ar, opcional, com nivelamento automático.

Fora-de-estrada sem concessões: tração integral e sistemas eletrônicos trabalham para que o V8 de 6,0 litros possa levar o novo Hummer a lugares inatingíveis para muitos utilitários

O H2 vem ainda com os recursos de comunicação e entretenimento que se espera de um Hummer para o novo milênio: sistema de áudio Bose com nove alto-falantes de série, o Driver Information Center para alertar sobre 28 funções do veículo e o dispositivo OnStar -- que entre outras utilidades alerta a central automaticamente quando uma bolsa inflável é disparada.

O Hummer está mais civilizado, mas não abandonou suas origens.

Página principal - e-mail

© Copyright 2001/2002 - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados