Best Cars Web Site
Pequeno, mas para poucos

A Audi surpreende com o ousado A2, construído
em alumínio e com preço muito exclusivo

Texto: Fabrício Samahá

Revelado na mesma semana em que o Mini inglês comemora 40 anos, o Audi A2 -- uma das estrelas deste Salão de Frankfurt -- revela a interpretação da marca alemã para um carro pequeno de luxo. Tão curto quanto um Fiesta (3,82 m), oferece luxo equivalente ao de um A4 e espaço interno ainda maior que o do sedã médio.

Menor Audi produzido desde o 50 de 1974, o A2 recorre ao mesmo duplo chassi adotado no concorrente Mercedes Classe A. Grande inovação é o uso de alumínio em praticamente toda a estrutura, inédito na categoria, com vantagens em desempenho, consumo e comportamento dinâmico. O novo Audi pesa apenas 895 kg, cerca de 200 kg menos que o míni da marca da estrela.

Grade dianteira, na verdade uma tampa para verificação de níveis, distingue o A2
definitivo (direita) do protótipo Al2 mostrado há dois anos em Frankfurt

Como já ocorreu com os TT cupê e roadster (saiba mais), o A2 deriva diretamente de um carro-conceito -- o Al2 mostrado há dois anos no mesmo salão alemão. A grade dianteira, principal diferença no carro de produção -- havia apenas um vão junto ao pára-choque no conceito --, traz uma novidade: pode ser aberta para verificação de níveis de óleo e água. Assim, o capô só será utilizado na revisão, prevista para 48.000 km ou dois anos.

O interior é claramente para quatro pessoas, com bancos traseiros individuais, removíveis e mais baixos que os dianteiros. Sua estrutura, também em alumínio, permite remoção mais fácil que nos concorrentes. O acabamento supera tudo o que se vê no segmento, com extenso uso de couro, alumínio e plásticos de qualidade. Comandos de áudio, ventilação e do sistema de navegação permanecem ocultos até que solicitados pelo motorista, evitando distraí-lo. Entre os opcionais está um teto solar de grandes dimensões.

Carroceria em alumínio deixa o A2 cerca de 200 kg mais leve que o Classe A. Espaço interno supera o do sedã A4!

O A2 chega ao mercado com dois motores de 1,4 litro, gasolina e turbodiesel, e ambos de 75 cv. O primeiro vem do VW Lupo e permite já animadores 19,5 km/l, mas o diesel é que surpreende pela economia: média de 28,5 km/l, ainda assim com velocidade máxima de 173 km/h e aceleração de 0 a 100 km/h em 12 s. No futuro estarão disponíveis outros motores, como um 1,2 diesel de 61 cv (também do Lupo) capaz de 40,3 km/l e um 1,6 a gasolina de 125 cv para os mais esportivos. Dentro de dois anos é praticamente certa a chegada de uma versão "S", com tração integral e motor turbo de cerca de 200 cv.

Interior emprega couro e alumínio e oferece sistema de navegação. Os bancos traseiros são individuais e de estrutura leve para fácil remoção
Para afastá-lo do risco de capotamento que tanta propaganda negativa rendeu ao Classe A, a Audi dotou seu míni de controle de estabilidade e de tração, que se aliam ao baixo centro de gravidade da estrutura em alumínio. Bolsas infláveis frontais e laterais de série podem ser complementadas pelas de janela (sistema Sideguard), opcionais.

Construído na mesma fábrica do topo de linha A8, em Neckarsulm, perto de Stuttgart, o A2 custará cerca de US$ 25 mil na Europa, gerando uma expectativa de venda de apenas 1.500 unidades por ano -- um sexto do que vende o A3 e menos de um décimo do mercado do A4. Ainda mais que o Mercedes, o novo Audi será um pequeno de luxo e muito, muito exclusivo.


Atualidades - Página principal

© Copyright 1999/2000 - Best Cars Web Site - Todos os direitos reservados